roupinha-de-cachorro-destaque

Esse ano o inverno chegou com tudo, principalmente no Sul e Sudeste do país, e enquanto uns amam curtir o friozinho dessa época, esse clima pode não ser tão legal assim para os doguinhos, principalmente para os que vivem em situação de rua.

Mas sabia que eles não são os únicos que sofrem com o frio? Cachorros idosos, por exemplo, estão sujeitos a sentir muito desconforto durante essa estação. Eles, muitas vezes, podem sofrer com as dores de coluna e nas articulações, além de artrite.

Outro problema que cães idosos enfrentam é o fato da pelagem já não ser mais tão espessa, o que os torna mais vulneráveis ao frio. Nessa idade, o metabolismo também já não é mais o mesmo, e, por isso, esses dogs precisam de cuidados dobrados.

Então, para que você consiga ajudar seu cachorro a passar pelo inverno da maneira mais confortável possível, resolvemos escrever esse artigo com dicas e até formas de ajudar os doguinhos que estão em situação de rua.

Para ficar por dentro de tudo é só continuar lendo este artigo! 😉

Roupinha para cachorro, cobertores, banho a seco…

Bom, o frio chegou e você ainda não sabe tudo o que precisa fazer para garantir que seu doguinho passe por essa estação sem enfrentar problemas?

Não se preocupa! A gente separou umas dicas bem legais para que você esteja totalmente preparado(a) para passar por essa estação! Porque mesmo que os doguinhos sejam cobertos por pelos, tudo que proporcione um calorzinho a mais é bem-vindo.

Inclusive algo que é necessário estar muito atento é quanto ao comportamento dos bichinhos. Lugares em que os dias são quentes e as noite frias pedem por um cuidado extra, já que a variação de temperatura pode acarretar em gripe canina. Então é necessário muita atenção com a higiene e a proteção do dog.

Se notar qualquer alteração no comportamento, é bom levar logo ao veterinário para garantir que não seja nenhum problema de saúde, como essa gripe.

Agora vamos às dicas! Dá uma olhada na listinha que fizemos:

Roupa para cachorro: Algumas raças como Husky Siberiano, o Malamute do Alaska, o Pastor Alemão e o São Bernardo, possuem características que naturalmente os tornam resistentes ao frio, como o sub pelo e uma maior camada de gordura sob a pele. Então, para essas raças, as roupinhas se fazem desnecessárias.

E, para os doguinhos que não se adaptam a roupinhas e se sentem estressados quando estão usando-as, é importante respeitá-los e não forçar o uso. Lembre-se que proteger do frio é importante, mas o conforto dos bichinhos vem em primeiro lugar.

Opte pelo uso de roupa para cachorro caso seu pet possua pelo longo (sem sub pelo) ou pelo curto e também se ele sofre com dores nas articulações e de fato precisa dessa proteção a mais.

– Tosa: A rotina de tosa deve ser mantida, mas caso o doguinho seja idoso, lembre-se de evitar fazer tosas muito baixas, para que ele mantenha sua proteção natural.

– Local de dormir: Alguns cachorros não se adaptam a casinha e mesmo durante o inverno, não dormem dentro delas. Assim, garante que seu dog tenha um local bem protegido e quentinho para passar as noites e, assim, consiga se proteger adequadamente do frio e da chuva.

– Banho: Durante o inverno é interessante diminuir a frequência dos banhos. Mas, quando decidir dar banho no doguinho, lembre-se de usar água morna, secar muito bem o cachorro e evitar dias muito frios.

– Vacinas: Lembre-se de manter as vacinas do seu pet em dia! Durante o inverno eles estão mais sujeitos a desenvolver doenças como pneumonia, que é muito grave. Nessa época eles também podem contrair a famosa tosse dos canis, que é muito contagiosa e pode ser perigosíssima para idosos e filhotes.

– Comportamento: Se o seu doguinho de repente muda de comportamento, fica mais apático e quieto, é importante você levá-lo ao veterinário para garantir que não há nada de errado com a saúde do bichinho. Como falamos anteriormente, os pets ficam mais sujeitos a certas doenças nessas época, então é importante prestar bastante atenção!

– Escovação: Durante o inverno os cachorros costumam se lamber mais e, consequentemente, engolem mais pelo. Por isso, é importante tornar a escovação mais frequente durante essa estação, para evitar inclusive lesões na pele.

– Exercícios: Se quando faz frio costumamos comer mais, não seria diferente para os doguinhos, né? hahaha

Então, é preciso redobrar a atenção quando o assunto é exercício. Procure estimular a realização de atividade física, seja com brinquedos dentro de casa ou ao ar livre, em dias que não estejam fazendo muito frio ou chovendo.

Como ajudar cachorros em situação de rua?

Se você deseja ajudar doguinhos em situação de rua, o primeiro passo é procurar uma instituição protetora perto de onde você mora e se instruir acerca de doação de roupa para cachorro, dinheiro, comida…

Ah! Quando escolher a ONG, considere a possibilidade de tornar frequente as doações, ok? A maioria dessas instituições voltadas para a causa animal sobrevivem exclusivamente de doações e precisam sempre de recursos para continuar funcionando e atendendo aos bichinhos.

Outra coisa que você pode fazer é, durante o inverno, montar um “mini abrigo” e colocar em algum lugar protegido ração e panos para que esses animais possam se proteger durante as chuvas e até quando precisarem de um lugar quentinho para ficar.

Você ainda pode carregar consigo roupa para cachorro, ração e cobertores para que, caso veja um animal em situação de rua, você possa oferecer esse apoio tão necessário. E não precisa ser nada caro! Uma dia é juntar algumas pessoas que também se preocupam com a causa e conseguir doações para repassar para esses doguinhos.

Vale lembrar que a melhor opção de todas é o resgate do animal. Caso você tenha condições, o ideal é tirar o animal da rua e levá-lo para algum lugar protegido, mesmo que seja um lar provisório – um pouco de atenção, amor, uma área de serviço confortável, limpinha, com espaço para circular e se abrigar já são o suficiente para quem não tem nada.

E tenha em mente que agora todos nós temos uma ferramenta poderosíssima em mãos: a internet! Então precisa achar um dono para algum cachorrinho? Quer arrecadar roupa para cachorro? Ração? Divulgue na internet!

Seja no Twitter, Facebook ou Instagram, jogar a informação na rede pode atrair muita gente interessada em fazer parte do movimento e também contribuir financeiramente ou até mesmo querer botar a mão na massa.

E então, curtiu nossas dicas? Compartilhe com seus amigos e familiares!