Golden Retriever Comendo

Fonte: Pixabay.com

Nem sempre é fácil escolher a melhor alimentação para o cão, independente de qual raça seja. Existem várias rações, de diferentes tipos, que influenciam bastante na saúde do animal, seja ela física ou mental. Uma boa alimentação é imprescindível para um desenvolvimento saudável e tranquilo do cão. Você sabe qual é a melhor opção de ração para cachorro? Continue lendo este artigo.

Antes de explicar formas de você escolher a melhor ração para o seu cachorro, é importante que você entenda a importância de oferecer uma boa alimentação e quais os cuidados que você deve tomar na hora de comprar a ração. Com essas informações em mente, fica mais fácil você ter a certeza de que está fazendo a escolha certa.

A importância de oferecer uma boa ração para cachorro

Se você já tem um cãozinho, certamente sabe um pouco sobre o comportamento dele, desde os gostos por brincadeiras, a formas como ele se sente quando não recebe a atenção que deseja. Você também deve conhecer as reações que ele tem quando não se alimenta como deveria.

Por isso é fundamental que você entenda a importância de dar atenção ao tipo de alimento ingerido pelo cão. E não basta apenas oferecer a ração para ele, é preciso monitorar e medir como ele reage quando você troca o tipo ou, até mesmo, quando ele não come a quantidade indicada.

Assim como os humanos, quando bem alimentados, os cães têm muita diferença na pele, na pelagem, no funcionamento do intestino e até no humor. É comum a desatenção dos tutores em relação a isso, pois muitos pensam que basta o cão comer o que foi oferecido para ele, e nada mais.

Mas não é assim que funciona no universo canino. Essa atenção é necessária, inclusive, para cães que têm muita energia e sentem a necessidade de gastar. Sim, existem muitos cachorrinhos agitados, que não conseguem conviver em lugares apertados justamente por terem muita energia acumulada.

E para que essa energia seja liberada de forma saudável, é fundamental que o dog receba uma boa alimentação. Caso contrário, ele não terá forças para suas brincadeiras, passeios ou atividades que contribuam para o seu gasto de energia. Entendeu por que é importante alimentar bem o seu cãozinho?

Agora que você já sabe o quanto é importante investir numa boa alimentação para o seu cachorro, vamos entender quais são os tipos de ração, para que você possa fazer uma boa escolha e deixar o seu bichinho feliz e bem alimentado.

Cachorro comendo ração

Fonte: Pixabay.com

Tipos de ração para cachorro

Existem vários tipos de ração para cachorro e, portanto, vamos falar um pouco sobre cada uma para que você possa identificar qual a melhor para o seu dog. Antes de tudo, é muito importante você ter em mente que a ração é o alimento primordial para qualquer cachorro.

Toda ração contém em sua composição a quantidade indicada de nutrientes e vitaminas necessários para que o cão se desenvolva de forma saudável. Na maioria dos casos, as fábricas de ração contam com um veterinário especializado em alimentação.

Dessa forma, apesar de ser um produto industrializado, a maioria das rações são produzidas de maneira correta visando a saúde do animal. Os tipos e marcas estão divididos em dois grandes grupos: ração seca e ração úmida.

Ração seca

A ração seca é uma das mais conhecidas por pessoas que possuem cãezinhos de estimação. Este é o tipo mais vendido nos pontos comerciais e, por isso, muitas pessoas acreditam que é a melhor opção. Normalmente são rações vendidas em sacos gigantes, facilmente encontradas em supermercados ou pet shops, divididas em diferentes cores e sabores.

Basicamente, há três tipos de rações secas: standard, premium e super premium. Eles se diferenciam pela qualidade dos ingredientes utilizados no processo de fabricação, e também pelo valor nutricional dele.

A ração para cachorro standard é a mais barata de todas, pois sua fabricação é feita com base em partes menos nobres dos animais e dos demais ingredientes, que são os cereais e as gorduras. Mesmo assim, ela ainda consegue ser nutricionalmente completa, sendo uma boa alimentação para quem tem poucos recursos financeiros.

Um pouco melhor do que a ração do tipo standard é a ração premium. Esta é bem completa nutricionalmente, além de ser produzida de acordo com as exigências alimentares dos cachorros. A diferença é que ela é feita com ingredientes de melhor aproveitamento biológico, e isso pode influenciar no funcionamento do intestino do cão, por exemplo, principalmente aqueles mais sensíveis.

A ração super premium é a melhor entre os três tipos de ração seca para cachorro. É também a mais cara, recomendada para quem pode investir um pouco mais na alimentação do cachorrinho. Ela é feita com a utilização de carnes nobres, além de óleos, cereais e gorduras de alto valor nutricional. Muitas pessoas comentam que são notórios os efeitos que ela pode produzir no animal. Ele fica com mais disposição, além de pelos e unhas mais fortes.

Ração úmida

A ração úmida é tão nutricional quanto a ração seca. A maior diferença é na palatabilidade e umidade do alimento, como o próprio nome da ração para cachorro já diz. Por conter mais água, a ração se torna mais úmida e, por isso mais macia para o animal.

Muitos cachorrinhos gostam dessa ração por ser mais fácil para mastigar e, consequentemente, digerir. Ela é bastante indicada para cães que têm intestino preso, principalmente aqueles que não costumam fazer alguma atividade física.

Por ser úmida, esse tipo de ração pode receber diferentes ingredientes da indústria, pois o processo de mistura fica mais fácil. Esse, inclusive, é um dos motivos pelo qual os bichos gostam muito dessa ração, pois acaba sendo bastante saborosa, feita com alimentos que vão desde frango e carne, a peru e defumados.

Por outro lado, essa ração tem algumas desvantagens. Ela normalmente é vendida por um valor que pode até ser comparado com o preço da ração super premium. Além disso, a ração para cachorro úmida pode incentivar ainda mais o sobrepeso, principalmente em cães que já têm tendência para engordar.

Outro ponto que faz com que muitas pessoas optem por outras, é a forma de como esse tipo de ração deve ser conservada. Por ser úmida, ela precisa ser mantida refrigerada após aberta. Pela falta de tempo e correria, alguns tutores acham melhor buscar por facilidade, e nenhuma outra ração possui essa especificação.

Filhotes comendo biscoitos

Fonte: Bill Emrich / Pexels.com

Cuidados na hora de comprar ração para cachorro

Você acabou de conhecer vários tipos de ração para cachorro. Agora, é só ter em mente os cuidados que você precisa ter antes de comprar a comida do seu cãozinho. Antes de tudo, se certifique que a ração vai suprir as exigências do bicho. Por mais que você considere o alimento nutritivo, é importante que ele se sinta bem com o sabor.

O prazer de se alimentar é fundamental, pois o cachorro, em muitos casos, ficam doentes por não gostarem do que estão comendo. Por outro lado, muitas pessoas se iludem por acharem que estão dando uma boa alimentação. Mas agora você já sabe que não é bem assim que funciona.

Procure monitorar o seu cão. Uma dica interessante é ficar olhando para ele no momento em que estiver colocando a ração no recipiente. Olhe também se ele costuma “pedir” por mais ou se fica satisfeito com a quantidade oferecida. E como ele se sente após se alimentar? Se você percebe que ele não fica animado, talvez essa ração não seja a mais adequada.

Como escolher a melhor ração para cachorro

Neste artigo, você aprendeu a importância da ração para cachorro, além dos diversos tipos de ração e os cuidados que você deve tomar na hora em que for comprar a alimentação do seu cãozinho.

Você já pode escolher com propriedade, mas é extremamente importante que você procure um profissional especializado em alimentação de cachorro, para ter certeza de que está oferecendo uma ração que realmente vale a pena para o desenvolvimento dele.

Não se contente com dicas que outras pessoas possam te dar, pois cada cachorro é diferente. Procure avaliar todas as características do animal. Até cachorros de mesma raça podem ser diferentes se forem avaliados individualmente, pois cada um possui suas particularidades.

Liste todas as possíveis formas de reação do cão, tanto as boas quanto as ruins. Anote tudo o que ele costuma comer normalmente, para escolher os melhores sabores para ele. E não deixe de fazer um rodízio de tipos e sabores, conforme acordado com o veterinário. Assim como nós, os bichinhos também gostam de variedade.