passear-cachorro-destaque

Pode parecer mentira mas essa carreira dos sonhos realmente existe! Nessa profissão, você faz seus horários, seu marketing, é seu próprio chefe e o melhor: tudo isso ao ar livre, na companhia de doguinhos.

Mas não pense que é tão fácil assim, para ser um dog walker (passeador de cães) profissional, é necessário muito preparo e dedicação. Não basta apenas comprar guias, arrumar clientes e sair fazendo no improviso.

É necessário tanto conhecimento e treino que existem até cursos de formação para quem quer seguir a carreira de passeador de cães.

Então, para ajudar quem deseja se profissionalizar nessa área e também para quem procura um passeador de cães para o seu pet, resolvemos escrever esse artigo para esclarecer algumas coisas sobre o assunto.

É só continuar lendo para entender tudinho sobre a profissão que faz tanta diferença na vida de milhares de cachorros.

Como é ser passeador de cães?

Por mais divertida que seja, a profissão de passeador de cães deve ser levada tão a sério como qualquer outra. Essa área também exige muita organização, investimento, saber lidar com pessoas e administração.

O primeiro ponto que devemos comentar acerca desse trabalho é quanto ao condicionamento físico do passeador. É necessário estar apto a realizar passeios longos, além de lembrar sempre de levar um kit de primeiros socorros, para agir em caso de acidentes.

Também é interessante citar que conhecimento acerca do comportamento dos animais é essencial para que haja bom entendimento entre o passeador e o cachorro e, assim, garantir que as caminhadas aconteçam sem sustos e da forma mais tranquila possível.

passeador-de-caes

Assim, pode-se perceber que ser um passeador de cães pede por bastante responsabilidade, como toda profissão possui seus prós e contras. Por isso, fizemos duas listas para que você possa analisar os pontos positivos e negativos existentes nessa carreira:

Vantagens:

Já vamos te adiantando que as vantagens ganham em disparada das desvantagens! Dá uma olhada:

• Ser seu próprio chefe: essa é uma das maiores vantagens dessa profissão. Você é o seu próprio chefe, mas lembre-se: esse cargo exige muita responsabilidade.

• Fazer seu horário: já que você é seu próprio chefe, cabe a você decidir quais são os melhores horários e dias para realizar os passeios. Então tenha em mente o valor que você pretende receber como salário e então monte sua agenda.

• Não ter que seguir um código de vestimenta muito específico: concorda comigo que uma das coisas mais chatas em ter que trabalhar em escritório são as roupas sociais? Salto alto e sapato fechado deixam qualquer um desconfortável. Ainda bem que isso não é necessário na profissão de passeador de cães! A única regra de vestimenta é: esteja confortável e com roupas e calçados que não incomodem durante a caminhada.

• Trabalhar ao ar livre: poder estar em contato com o verde no dia a dia faz muito bem tanto para o corpo quanto para a mente. Como os lugares de passeio geralmente são praças e parques, o dog walker sempre estará num ambiente onde há natureza.

• Exercício: tem coisa mais difícil que depois de um dia cansativo ainda ter que ir para a academia? Ainda bem que isso não é problema para um passeador de cães. Como a caminhada faz parte do trabalho, esse profissional já se exercita diariamente, e o melhor: ele é pago para isso!

• Convivência com doguinhos: finalmente a maior vantagem de todas! Estar com doguinhos em horário de expediente é um sonho para muita gente. Sorte do passeador de cães que tem isso todos os dias. Esse profissional tem a oportunidade de sempre conhecer cachorros de portes, raças e personalidades diferentes e, claro, receber e dar muito amor e cuidado para todos eles.

Desvantagens:

• Trânsito: esse é um dos maiores obstáculos enfrentados pelos passeadores de cães que vivem em cidades grandes, onde o trânsito é intenso em quase todo horário. Como esse profissional precisa se deslocar várias vezes por dia, pois vai buscar os dogs nas suas casas, ele passa bastante tempo rodando pela cidade e nessas horas o trânsito pode ser um grande empecilho.

Mas e agora, o que fazer se você mora em cidade grande e sonha em ser um dog walker?

Uma saída é limitar sua área de atuação para um raio que você considere adequado e que permita que você ainda assim tenha um bom lucro e que o trabalho não se torne desgastante ao extremo.

• Clima: esse é possivelmente a maior desvantagem da profissão. Como todo trabalho ao ar livre, ser dog walker também envolve estar antenado na previsão do tempo. Em dias chuvosos é complicado levar os doguinhos para passear, ainda mais em cidades que alagam facilmente, porque isso pode botar a vida dos bichinhos em risco. Então, é interessante evitar sair em dias assim e também prestar atenção para não ser pego pela chuva no meio do passeio.

• Ter que fazer tudo sozinho: para algumas pessoas isso, na verdade, pode ser uma vantagem. Mas acredito que para a maioria, exercer tarefas como administrar o dinheiro, fazer o próprio marketing, ser responsável pelo atendimento ao cliente, organizar agenda e ainda levar os cachorros para passear, possa ser complicado. E é por isso que avisamos: ser passeador de cães exige MUITA dedicação.

Mas podemos ser sinceros? As vantagens são tão incríveis que com um pouquinho de força de vontade e organização, é possível lidar com tudo isso que listamos aqui!

passeador-de-caes

Onde encontro um passeador de cães?

Essa é para quem está do outro lado desse cenário todo de passeador de cães: o cliente. Vamos falar um pouco agora com quem precisa dos serviços de um profissional bem especializado para levar seu doguinho para passear.

Seja por falta de tempo ou por qualquer outro motivo, sabemos que está cada vez mais difícil sair todos os dias para um parque ou praça para que nossos cachorrinhos possam se exercitar e brincar ao ar livre. E por isso muita gente tem procurado os serviços dos passeadores de cães.

Mas sempre existem preocupações como: quem é essa pessoa que vai passear com meu cachorro? Onde vai ser o passeio? Quanto tempo? Como sei se posso confiar nesse profissional?

E por isso recomendamos que, antes de entregar seu doguinho nas mãos de um passeador de cães desconhecido, faça uma pesquisa e se informe quem é essa pessoa, procure falar com outros clientes para saber se estão realmente satisfeitos com o serviço, onde ela costuma levar os cachorros para passear…

E o mais importante: se essa pessoal é realmente uma dog walker formada e totalmente capaz de garantir a segurança e bem-estar do seu cachorrinho, além de tomar providências em caso de acidentes. Afinal, não vamos entregar nossos bens mais preciosos a qualquer um, não é mesmo?
É legal perceber também que esse serviço tem sido tão procurado, que existem até aplicativos que conectam dog walkers a clientes que procuram esse tipo de serviço. Isso pode até tranquilizar mais os donos de pet, que terão maior garantia de um serviço correto.

Um exemplo desse tipo de plataforma é o DogHero, que possibilita que o dono faça o agendamento do passeio e receba a indicação de um profissional adequado para levar seu doguinho. Isso torna tudo mais fácil para o cliente e para o passeador de cães também.

Então, se você deseja seguir a profissão ou achar alguém especializado que realize esse serviço, fazer uso desse tipo de aplicativo pode ser uma boa forma de começar!