Dogue de Bordeaux Filhote

Fonte: Pixabay.com

Atlético, companheiro, protetor e muito carinhoso. Esse é o Dogue de Bordeaux, aquele cãozinho cheio de dobrinhas e de porte gigante que é um dos mais adorados pelas crianças. Já pensou em adotar esta raça, mas não sabe se ela é para você? Continue lendo este artigo para entender tudo sobre o pet e tirar todas as suas dúvidas sobre as principais características e temperamento desse animalzinho.

Ficha técnica:

• Peso: 54 a 65 kg
• Altura: 58 a 69 cm
• Grupo AKC: Trabalhadores
• Grupo CBKC: Grupo 2
• Outros nomes: Nenhum
• Expectativa de vida: de 5 a 8 anos
• Origem: França
• Preço estimado: R$ 1.500 a R$ 5.000

Histórico do Dogue de Bordeaux

O Dogue de Bordeaux é conhecido, principalmente, por ser um dos mais antigos cães franceses. Afirma-se que ele é descendente dos Alanos e foi criado para ser um cão de caça. Inclusive, por conta disso, ele foi usado na caça de grandes animais, como ursos e javalis.

Por esse motivo, a raça sofreu bastante durante as duas guerras mundiais, já que vivia a serviço dos açougueiros, além de ser levada para a guarda de casas e dos gados. O sofrimento foi tanto que a raça chegou a ser ameaçada de extinção após a Segunda Guerra, que durou de 1939 a 1945.

Um casal da raça foi trazido para o Brasil em 1985, mas só meados de 1991 que ela começou a ser divulgada por meio de filmes, fato que a fez se tornar conhecida no mundo todo. Pouco tempo depois, o macho morreu de uma queda e a fêmea acabou falecendo por problemas de saúde.

De maneira geral, acredita-se que o surgimento do Dogue de Bordeaux esteja relacionado à nobreza francesa, composta justamente por esses açougueiros e pessoas de status elevado. Há muitas dúvidas sobre este cão. Na verdade, a única certeza sobre o histórico da raça é que ela é uma das mais tradicionais da Europa.

Dogue de Bordeaux Casal

Fonte: Pixabay.com

Características físicas do Dogue de Bordeaux

O Dogue Bordeaux é um cão autêntico, musculoso e imponente. Pela foto você já deve ter percebido que ele tem uma cabeça larga e é cheio de dobrinhas que parecem rugas. Seu lábio é tão caído que chega a cobrir o maxilar inferior.

Os olhos são mais separados se comparado a outras raças, e suas orelhas são pequenas e caídas. Sua pelagem é fina e curta, e por isso não costuma dar trabalho ao dono na hora de fazer a manutenção. Seus pelos normalmente são de cor mogno, variando entre um tom amarelo e amarronzado.

Por ser “gordinho” e de porte gigante, o pet necessita de exercício físico com frequência. Recomenda-se levá-lo para caminhar pelo menos duas vezes por dia. E sobre este assunto, este é um cão que responde aos comandos com tranquilidade, portanto acaba sendo fácil adestrá-lo.

Comportamento do Dogue de Bordeaux

De maneira geral, os cães dessa raça são calmos, equilibrados e bastante gentis, fato que fazem tutores optarem por esse cãozinho para domesticar. Ele é muito apegado ao dono, sendo um verdadeiro cachorro companheiro e protetor.

O Dogue de Bordeaux costuma se dar muito bem com crianças, e por isso muitos adultos escolhem esta raça para conviver com seus filhos. Além disso, eles são muito amorosos, educados e inteligentes.

Os cachorros da raça possuem um comportamento ativo, confiável e fiel. Inclusive, a fidelidade é uma característica que acabou se transformando em uma de suas principais marcas. Às vezes costuma ser teimoso e orgulhoso, principalmente quando não é tratado com carinho.

Alimentação do Dogue de Bordeaux

O Dogue de Bordeaux não possui muitas exigências alimentares. Na maioria dos casos, os bichos dessa raça se alimentam conforme seu peso e tamanho, além de algumas características individuais, que também podem influenciar bastante na hora de escolher a comida dele.

É altamente recomendada a busca por um veterinário especialista em alimentação, para que seja feita uma dieta exclusiva para o cão da raça, bem como seja dada orientações em relação à quantidade. Mas a nível de conhecimento, há alguns tipos de ração que contém informações sobre quantidade na própria embalagem, o que facilita a vida dos cuidadores.

Na maioria dos casos, os cães devem ser alimentados de duas a três vezes por dia. É importante ficar atento a essa frequência, pois alguns cachorros gostam de comer demais, enquanto outros fogem da comida e preferem comer menos do que precisam para uma boa nutrição. Já a água deve ser ilimitada e sempre à disposição do animal.

Para os filhotes, recomenda-se de 75 a 95 gramas de ração por dia, divididas entre as refeições do dia. Já quando adultos, veterinários recomendam de 75 a 105 gramas por dia. Mas tudo depende das particularidades do cachorrinho.

Também é importante pensar no tipo de ração que vai oferecer ao pet. As do tipo Premium e Super Premium são as mais recomendadas para os cachorros, pois possuem vários dos nutrientes que todo cãozinho necessita para um desenvolvimento saudável. Aqui o blog você confere tudo sobre como escolher a melhor ração para cachorros.

Dogue de Bordeaux Frontal

Fonte: Pixabay.com

Cuidados com o Dogue de Bordeaux

Todos os cãezinhos merecem alguns cuidados especiais, e como Dogue de Bordeaux não seria diferente. Assim como vários cachorros, ele também precisa de uma atenção especial. São cuidados com a pelagem, com a saúde e também com a frequência de exercícios, pois estes são cães bastante enérgicos.

Pelagem

A pelagem é curta e fina, então não requer tantos cuidados, assim como os de pelos longos. De toda forma, a escovação deve ser pelo menos uma vez por semana, para evitar nós, pulgas ou sujeiras que podem passar para a sua pele e causar doenças. Além disso, seus pelos, apesar de curtos, costumam cair com frequência.

Exercícios físicos

Por ter um porte de cão atlético, o Dogue de Bordeaux necessita de exercícios físicos com uma certa frequência. É recomendado que ele seja levado para fazer caminhadas ou brincadeiras mais agitadas pelo menos duas vezes ao dia. Assim, ele irá gastar toda a energia acumulada que já é “comum” à raça.

Temperatura

Este é um cãozinho muito calorento. Isso se deve ao fato dele ser bastante agitado e cheio de dobrinhas. Por conta disso, é recomendado que seja dada uma atenção especial, e até banhos com uma certa frequência, para que o bicho não tenha problemas de saúde causados pelo calor.

Atenção

O Dogue de Bordeaux é um cão dependente e carente. Ele precisa de muita atenção de seus donos para que se sinta feliz no ambiente em que vive. Se possível, recomenda-se que seja oferecido a ele pelo menos uma hora de carinho por dia. Ele ficará bastante feliz e isso com certeza vai influenciar bastante no comportamento dele.

Aumento de Peso

Por conta do grande peso em relação ao seu tamanho, é fundamental manter atenção aos quilos. Por serem agitados, eles acabam sentindo mais fome do que o normal, e esse é um fator determinante para o aumento de peso do pet, que acaba sendo de forma descontrolada.

Curiosidades do Dogue de Bordeaux

Este cachorrinho, que mais poderia ser chamado de “cachorrão” por conta de seu porte gigante, possui algumas curiosidades que vão desde o seu físico ao seu histórico. Vamos conhecer algumas.

1) Dogue de Bordeaux foi tido como uma das raças mais populares dos últimos séculos;
2) Ele já desempenhou várias atividades diferentes ao longo de sua existência, pelo simples fato de ser do grupo de “trabalhadores”.
3) Seu rosto peculiar se destaca entre a multidão por conta de suas rugas;
4) 
Até um tempo atrás, existiam três tipos de dogues: o Paris, o Toulouse e o Bordeaux, e cada um era totalmente diferente do outro;
5) A raça só se tornou popular depois de uma feira de raças na cidade francesa no século 19;
6) Assim como seu rosto, sua cabeça grande também o faz chamar muita atenção por onde passa.

Reprodução e filhotes

Nesta fase, você precisa de um bom veterinário para dar suporte durante toda a gestação. Este profissional vai orientar também sobre o melhor tipo de alimentação que deve ser oferecida ao cão para auxiliá-lo desde o início até o pós-parto.

Para que você saiba, o período gestacional possui cerca de 60 dias e, além das orientações acima, é altamente recomendado oferecer carinho e atenção, pois é um momento de muita fragilidade física e emocional para a fêmea.

Além disso, não esqueça de buscar o máximo de informações sobre o bicho e toda a família do outro que também fará parte do cruzamento. Agindo assim, você evita maiores complicações para o ambos e também para o filhote.

Dogue de Bordeaux "Dirigindo"

Fonte: Pixabay.com

Por que ter um Dogue de Bordeaux

O Dogue de Bordeaux possui algumas características muito buscadas por pessoas que desejam ter um cãozinho. Ele é inteligente, calmo, fiel e muito protetor. Ele também é corajoso e procura se virar sempre que pode, mesmo sendo um animal dependente.

Além de protetores, os cachorros da raça são carinhosos e também ótimas companhias para crianças, isso porque são pacientes e costumam não fazer nada até mesmo quando os pequenos puxam sua cauda durante as brincadeiras.

Eles também são adaptáveis, embora seja mais recomendado manter o animalzinho em casas ou espaços grandes devido ao seu porte gigante. Se você se identifica com estas características, esta raça é uma boa opção para você, além de ser bastante fofa.

Por que não ter um Dogue de Bordeaux

O Dogue de Bordeaux é um cãozinho tranquilo e calmo como já falamos, mas é dependente e exige muito de seus donos em relação à atenção. Cães dessa raça costumam esperar que seus donos o levem para passear e brincar, por isso ficam “loucos” quando eles chegam em casa.

Então se você não tem muito tempo, talvez esta não seja a melhor opção para você ter em casa. E se na sua casa há pessoas que possuam algum tipo de alergia a pelos de animais, melhor buscar outro pet de estimação, pois esta, apesar de ter pelo curto, costuma soltar com facilidade.

Apesar de adaptáveis, o Dogue de Bordeaux prefere lugares amplos, então se você mora em apartamento ou casas muito pequenas, é muito provável que o bichinho não se sinta muito confortável. O ideal mesmo é mantê-lo em casas, com grandes quintais e jardins, para que eles tenham espaço para gastar energia.

Preço, como e onde comprar o Dogue de Bordeaux

Um cão de raça Dogue de Bordeaux pode custar de R$ 1.500 a R$ 5.000. Tudo vai depender de particularidades do animal, pois cada um veio de um lugar diferente e, por conta disso, possui históricos diferentes.

Reúna o máximo de informações que puder por meio de perguntas feitas ao dono do canil ou dono do animal que você está interessado (depende da sua fonte de compra). É fundamental saber tudo sobre a raça e o pet de forma individual, para que você não se atrapalhe no futuro por não saber de limitações que ele possa vir a ter.

Pergunte sobre vacinas, alimentação, temperamento e tudo o que você achar necessário sobre este novo membro que você levará para casa. Assim, a escolha pela raça vai valer a pena tanto para você, quanto para o cachorrinho.