Dono Argentino Destaque

Fonte: wsanter / Pixabay.com

O Dogo Argentino é uma raça bastante versátil e brincalhona. Conhecido por ser um cão forte e de luta, ele tem um desempenho excepcional, principalmente ao que diz respeito a novas atividades. Apesar de parecer um cão bravo, o cachorrinho é tranquilo e alegre o tempo todo, sendo um ótimo cão de guarda para o seu dono. Vamos entender um pouco mais sobre ele?

Ficha técnica:

• Peso: 35 kg a 45 kg
• Altura: 58 cm a 68 cm
• Grupo AKC: Miscellaneous Class
• Grupo CBKC: Grupo 2
• Outros nomes: Dogo
• Expectativa de vida: 9 a 15 anos
• Origem: Argentina
• Preço estimado: R$ 800 a R$ 3.500

Histórico do Dogo Argentino

O Dogo Argentino é uma raça oriunda de Córdoba, região mediterrânea da República Argentina. Ele surgiu a partir de um cruzamento metódico do “Velho Cão de Briga de Córdoba”, e teve como criador o Dr. Antônio Nores Martinez.

O criador fez um cruzamento entre cães das raças Bulldog e Bull Terrier, com a intenção de criar um cão de mestiçagem que unisse poder e fortaleza. Além disso, a ideia era que fosse criado um cachorro branco, sem protagonismo, com cabeça pesada e de focinho longo.

Para chegar a um animal com todas essas características, foram necessários muitos estudos e seleções de raça em várias regiões. O “velho cão de briga de Córdoba” foi cruzado inicialmente com o Bulldog Inglês. Depois, com o Dogue Alemão, o Mastim dos Pirineus, o Bull Terrier, o Boxer, o Pointer, o Dogue de Bordeaux e o Wolfhound Irlandês.

Em 1947, a raça foi definitivamente criada e apresentada no Clube de Caçadores da Cidade de Buenos Aires. Após 25 anos de cruzamentos até chegar na raça a qual conhecemos hoje, o Dogo Argentino foi criado para o combate e a caça de animais de grande porte, como pumas e javalis.

Muitos anos já se passaram, e é claro que as características desse animalzinho mudaram. Vamos entender quais são os principais pontos que fazem o Dogo Argentino ser único no mundo canino.

Dogo Argentino Vista Frontal

Fonte: 999theone / Pixabay.com

Características físicas do Dogo Argentino

O cãozinho Dogo Argentino é conhecido pela sua pelagem branca, na maioria dos casos. Em algumas situações, pode acontecer de aparecerem algumas manchas pretas ao redor do rosto, mas nada que ultrapasse 10% de sua cor total.

Entre suas características principais, estão a proteção e a energia. Estes cachorrinhos são bastante enérgicos em suas brincadeiras e adoram quando recebem atenção de seus donos. Além disso, são bastante protetores com eles.

Falando em brincadeiras, vale ressaltar que esta é uma raça que precisa de frequência nas atividades físicas. Eles têm muita necessidade de exercícios e, por isso, os donos devem ficar atentos.

Muitas pessoas optam por ter cãezinhos dessa raça por ele ser bastante adaptável, principalmente a temperaturas. Eles são tolerantes ao calor e ao frio, assim como conseguem viver tranquilamente em ambientes grandes ou pequenos.

Outra grande característica do pet é a facilidade que ele tem para sentir cheiros. Com o olfato bastante apurado, ele consegue farejar o ar em busca de presa, qualidade que o ajudava a encontrar pumas escondidas por trás das árvores antigamente.

Com essa qualidade, atualmente ele é visto como cão protetor e, muitas vezes, é usado pela polícia federal em buscas por drogas ou outras coisas ilícitas em lugares de difícil acesso.

Comportamento do Dogo Argentino

Por parecer fisicamente com o Pitbull, a raça Dogo Argentino acaba passando a impressão de um cão agressivo e cruel, mas na verdade ele não é nada do que parece. Eles são alegres e tranquilos, além de serem obedientes com seus donos.

Outra coisa que chama muita atenção dos bichinhos dessa raça é que são bastante versáteis, afinal, eles foram criados para serem cães de luta e de caça. Apesar do perfil, ele se adaptou muito bem às novas tarefas.

Um ponto muito interessante ligado ao seu comportamento é a facilidade com que o cãozinho dessa raça aprende a comandos, principalmente com crianças. Mas vale lembrar também que crianças muito pequenas podem não ser facilmente adaptáveis, sendo recomendado o cachorro para crianças maiores.

Ele é protetor e proporciona segurança aos seus donos, mas não é de fazer muita festa quando seu tutor volta para casa depois de passar muito tempo fora, fato que acontece com muitos cães.

Na verdade, ele é um pouco intolerante quando tem muita gente em seu ambiente de costume. Por isso, é importante que o dog seja colocado em contato com outros animais desde cedo, quando ainda filhote. Assim, ele não vai estranhar tanto as pessoas e outros animais quando crescer.

É importante também ficar atento ao contato dele com outros machos, pois ele não é muito tolerante, uma vez que sua maior característica em relação a sua personalidade, é o seu instinto forte de luta e de caça.

Alimentação do Dogo Argentino

Os cachorrinhos de raça Dogo Argentino são animais sem grandes exigências alimentares. Eles não necessitam de complementos para manter a estética do pelo ou da pele, pois são pets resistentes.

Alguns donos oferecem ração específica, na quantia indicada pelas marcas das rações. Apesar dessa ser uma opção de mais fácil acesso, o recomendado é  consultar o seu veterinário para uma orientação pensada para as características específicas do Dogo.

O veterinário, nesses casos, vai avaliar as características do cachorro, para entender, de forma individual, quais são as suas necessidades. Tudo isso vai depender de seu tamanho, peso e carências nutricionais.

Um benefício da ração superpremium é que favorece a redução do volume de fezes. Além disso, ela pode ser fornecida em menor quantidade, já que ela é mais digerível e, com isso, o cachorro absorve mais facilmente a proteína e outros nutrientes importantes para o seu desenvolvimento saudável.

Por outro lado, alimentação caseira não é aconselhável, já que é muito difícil balancear todos os nutrientes que o cão precisa, mesmo que seja oferecido para ele carne e legumes e outras fontes de cálcio e vitaminas.

Dogo Argentino de Perfil

Fonte: joseltr / Pixabay.com

Cuidados Especiais com o Dogo Argentino

O Dogo Argentino é bem resistente e não exige muitos cuidados especiais. O que ele mais valoriza é o espaço, por isso o mais recomendável é que ele seja criado em casas com espaço para suas atividades físicas.

Eles dificilmente ficam doentes, portanto não é um cão que oferece muita preocupação aos seus donos. Apesar disso, é fundamental que o dog tenha suas vacinas sempre em dia, justamente para manter a sua saúde em dia, como normalmente é.

Atenção aos pelos

O Dogo Argentino não costuma ter problemas com sua pelagem, já que ele apresenta pelos curtos e macios. Mas é importante que o dono esteja atento a isso. Apesar de não precisar manter uma frequência na escovação dos pelos, como outros cães de pelagem maior necessitam, eles precisam de atenção para que não peguem pulgas ou outros problemas de pele por falta de higiene.

Atividades físicas

O Dogo Argentino tem a necessidade de atividades físicas incorporadas à sua personalidade desde a sua criação. É por isso, inclusive, que eles precisam viver em lugares espaçosos. Além disso, influenciá-los a praticar exercícios é bastante importante para que eles se sintam amados pelo dono, já que estarão fazendo o que gostam junto da pessoa que cuida deles.

Higiene

O banho pode ser dado uma vez a cada dois meses, a menos que o dog seja muito agitado e viva pisando em lamas ou rolando na grama durante suas brincadeiras. A escovação dos pelos pode ser feita uma vez por semana, pois não costumam cair por serem curtinhos. As unhas devem ser cortadas pelo menos a cada 15 dias, para que eles não corram o risco de se machucarem.

Curiosidades do Dogo Argentino

O cachorro dessa raça é bastante versátil, como já vimos no início deste artigo. Apesar de características bem particulares, o Dogo possui algumas características que nem todo mundo sabe, até mesmo aquelas pessoas que já criam um cachorrinho da raça. Vamos ver algumas delas?

1) O Dogo Argentino foi reconhecido um pouco tarde pelo American Kennel Club. Isso aconteceu em 1985.

2) Dogo vem da palavra “Dogue”, originária do inglês “Docga”. Isso significa “cão poderoso e musculoso”.

3) O Dogo Argentino também pode ser visto como um cão de molossoide. Esse nome é dado a cachorros que possuem o físico forte, que podem ser de grande porte a gigante. Esse termo surgiu na Grécia Antiga.

4) O cachorro dessa raça é muito utilizado por policiais federais em grandes investigações, pois são tidos como cães farejadores desde o início de sua existência.

Reprodução e filhotes

Sobre a reprodução do Dogo Argentino, a primeira recomendação é que você esteja atento na busca por outros cachorros. É primordial ter atenção a isso para que o cruzamento seja feito com dogs saudáveis e bem cuidados.

Tudo isso é válido para que a reprodução seja feita de forma mais saudável possível e não ofereça riscos aos filhotes. No período de gestação, inclusive, também é importante dar bastante atenção à fêmea, pois nesse momento ela costuma estar frágil e mais sentimental do que o normal.

São cerca de 60 dias até os filhotes nascerem. Durante esse tempo, além de atenção à fêmea, é fundamental cuidar da sua alimentação, afinal, são vários seres que estão sendo alimentados a partir dela.

Também não se pode esquecer dos cuidados médicos, pois eles são tão importantes quanto os cuidados dos donos no período gestacional. Um bom veterinário pode oferecer todo o suporte necessário sobre alimentação, cuidados com o repouso, com as vacinas, entre outros cuidados.

Dogo Argentino Frontal

Fonte: wsanter / Pixabay.com

Por que ter um Dogo Argentino

O Dogo Argentino é um animal bastante carinhoso e tranquilo. Ele é apegado ao dono e muito protetor, embora algumas vezes não se adapte tão fácil a pessoas desconhecidas e também a outros pets, mas se colocado para socializar desde novinho, é provável que o dono não tenha problemas com ele depois de grande.

Esta também é uma raça brincalhona e muito adepta a atividades físicas, então se você quer um cão companhia e protetor, e que seja de fácil adaptação a comandos físicos, esta pode ser uma ótima opção para levar para casa.

Em relação às crianças, este é um cãozinho recomendável para aquelas que são maiores e conscientes das limitações do animal. Crianças muito pequenas podem acabar machucando o bichinho por não entenderem as suas reações.

Por que não ter um Dogo Argentino

Pelo seu histórico, o cão de raça Dogo Argentino é bastante agitado e não costuma se dar bem em ambientes fechados ou muito pequenos, portanto, não é um cão recomendável para quem mora em apartamento.

Além disso, nem sempre é um cão muito recomendável para crianças, a não ser aquelas maiores. Caso você tenha crianças pequenas, não é interessante dar a ela um Dogo Argentino, pois eles podem não se dar muito bem.

Preço, como e onde comprar

Não é tão fácil encontrar um Dogo Argentino no Brasil, pois essa é uma espécie bem diferente e muitas vezes o preço pode ser um pouco maior do que se espera, podendo variar de R$ 800 a R$ 3.500.

O mais recomendado na hora da compra é analisar todo o histórico do animal, para ter certeza que ele realmente vale tudo aquilo que o vendedor está propondo. Quando o animal é bem cuidado e teve, durante todo o seu desenvolvimento, cuidados especiais e uma boa alimentação, certamente ele é um animal de qualidade e vale o preço elevado.

Isso deve ser medido a partir do momento que você conhecer o cão, entender as características da raça e também deles individualmente. Além disso, fazer uma análise do canil ou loja de pet onde ele estava vivendo é fundamental.  

A melhor maneira de se conseguir um pet é entrando em contato pessoalmente com um canil especializado ou com o dono do cachorro, caso ele estava sendo domesticado por uma única pessoa.