doenças-de-cachorro-destaque

Neste artigo, o assunto é um pouco mais sério: doença de cachorro. Quando notamos mudanças nos hábitos alimentares e no comportamento de nossos bichinhos, logo ficamos preocupados.

Além da saúde do animal, que é a prioridade, também há os custos de realizar um tratamento com veterinário, que podem ser altos.

É aí que entra a questão da prevenção. Manter a vacinação e a vermifugação em dia é essencial para evitar que seu doguinho adoeça.

Mas, às vezes, por mais que exista todo o cuidado com a saúde do pet, eles terminam infectados por doenças de cachorro.

Por isso, fizemos esse artigo para te contar um pouco sobre as principais doenças que afetam os doguinhos e como tratá-las.

principais-doenças-de-cachorro-

Principais doenças de cachorro

Raiva Canina

A raiva canina pode ser transmitida através da mordida ou arranhadura do animal. O vírus atinge inicialmente o sistema nervoso periférico (local da mordida ou arranhadura) e depois vai se replicando até atingir o sistema nervoso central. Os principais sintomas da raiva canina são agressividade, salivação excessiva e paralisia. A raiva também pode fazer o cachorro ficar eufórico ou depressivo.

Cinomose

Essa doença de cachorro atinge principalmente filhotes, a partir dos 3 meses de vida. É muito contagiosa e difícil de curar, podendo levar o animal à morte, ou deixar sequelas nos que conseguem ser curados. A doença inicialmente afeta o sistema digestório e é por isso que o primeiro sintoma é a diarréia. Quando o vírus evolui, acomete também o sistema respiratório do animal, o que tem como consequência a expulsão de uma secreção amarelada pelo nariz e olhos do cachorro. Em seu estágio mais avançado, o sistema nervoso é comprometido, prejudicando a locomoção do animal, além de provocar tremores musculares e até convulsões.

Doença Periodontal

A doença periodontal afeta as gengivas e os tecidos de sustentação dos dentes. Os cachorros, assim como os humanos, sofrem com a formação de placa bacteriana, que causam o mau hálito. Essa doença leva ao apodrecimento e queda dos dentes e pode gerar problemas em todo o organismo do animal.

Parvovirose

Os principais sintomas da parvovirose são vômito, letargia, anorexia, perda de peso repentina, diarreia com sangue, mucosas pálidas (interior das pálpebras e gengiva) e febre. O vírus atinge o intestino e a medula óssea e é fatal em 80% dos casos. Geralmente a parvovirose acomete filhotes com menos de 6 meses de idade e os cachorros adultos infectados muitas vezes não apresentam os sintomas.

Câncer em cães

Essa doença de cachorro é considerada pelo veterinários como uma das principais causas de morte dos animais. Geralmente o câncer afeta animais idosos, mas pode acontecer em qualquer fase da vida. Os tumores podem aparecer por todo o corpo, sendo a mama e a próstata os locais mais comuns.

Leptospirose Canina

A leptospirose em cães é uma zoonose grave que pode levar o cão à morte. Existem diversos tipos de leptospirose, com diferentes graus de gravidade. De acordo com o tipo, eles podem atingir diferentes partes do organismo do animal. O diagnóstico correto do tipo de leptospirose que está afetando o seu pet vai definir o melhor tratamento e a vacina adequada para prevenir uma nova infecção. O interessante é que existem alguns tipos de leptospirose tão leves que passam despercebidos pelos donos. Os principais sintomas são: febre, vômito, diarreia, aumento da sede ou micção, desidratação, letargia ou fraqueza, perda de apetite, perda de peso, tremores, espasmos musculares, dor ou rigidez nos músculos, dificuldade em urinar, icterícia, sangue na urina, sangue nas fezes, no vômito ou na saliva, dificuldade de respirar, tosse, hipotermia, secreção ocular ou nasal, edema e abortos.

Hepatite Infecciosa Canina

A hepatite infecciosa canina (HIC) afeta o fígado dos cães, principalmente filhotes com menos de um ano de idade e pode levar à morte. Os principais sintomas são vômitos, febre, diarréia, presença de sangue nas fezes do cachorro e tosse. Um cachorro saudável pode contrair a doença através do contato com outro cachorro doentes, com urina ou fezes contaminadas e até o contato com objetos utilizados por outro animal infectado.

como-prevenir-e-tratar-doenças-de-cachorro

Como prevenir e tratar doenças de cachorro

Raiva Canina

A raiva canina é uma doença que não possui cura e a vacinação é a única forma eficaz de prevenir essa doença. Seu diagnóstico só é feito após a morte do animal, pois são necessárias amostras do cérebro para fazer a comprovação.

Cinomose

O tratamento envolve o uso de medicamentos específicos para cada sistema comprometido. Os remédios mais usados são antibióticos, soro, anticonvulsivante, suplementos nutricionais e até acupuntura. A vacinação é a única forma de prevenção eficaz para essa doença.

Doença Periodontal

A prevenção envolve a escovação dos dentes do cachorro, desde filhote. Essa ação elimina a placa bacteriana, evitando o seu desenvolvimento e as consequências. A única forma de tratamento para essa doença de cachorro é a cirurgia. O procedimento é realizado por um médico-veterinário especializado e o animal é submetido à anestesia geral. É realizada uma  raspagem da superfície dos dentes e das raízes expostas, além do polimento dos dentes e extração de tecidos comprometidos.

Parvovirose

O tratamento envolve a administração de fluidos e eletrólitos para repor os líquidos perdidos na desidratação. Além disso, o cão precisará tomar antibióticos e remédios para evitar o vômito e não agravar o quadro. O método mais eficaz para a prevenção é a vacinação.

Câncer em cães

O câncer pode ser prevenido através de uma boa alimentação, da castração precoce, além de consultas frequentes ao veterinário. Atualmente, já existem tratamentos muito eficazes para essa doença, pois o ramo de oncologia veterinária está se desenvolvendo rapidamente. Algumas formas de tratamento são cirurgias, quimioterapia, eletroquimioterapia, imunoterapia e radioterapia.

Leptospirose Canina

Essa doença de cachorro pode ser descoberta através de exame de sangue ou coleta de amostra de urina e seu tratamento envolve o uso de  antibióticos para tratar a infecção, além da aplicação de fluidos intravenosos para combater uma possível desidratação. As formas de prevenção da leptospirose canina são a higienização do ambiente em que o cachorro vive, a vacinação e restrição do acesso dele à outras animais infectados.

Hepatite Infecciosa Canina

A prevenção envolve a proibição do contato do animal com um cachorro infectado, além da manutenção do local de em que o cachorro saudável vive. Não existe um tratamento para a hepatite infecciosa canina, então, é importante manter a vacinação do cachorro em dia.

Agora que já conhecemos as principais doenças de cachorro, vamos ficar atentos com a vacinação e os outros métodos de prevenção para garantir a saúde e bem-estar dos nossos AUmigos!