Destaque: melhores canis

Fonte: PxHere.com

Quem ama animais sempre sonhou em ter um filhotinho de cachorro em casa quando era pequeno. Embora ultimamente tenha crescido bastante a procura por animais SRD (sem raça definida), os cães de raça ainda estão em grande número nos lares brasileiros. Mas para adquirir um animalzinho, é muito importante saber como escolher o melhor canil.

É verdade que ainda há outras opções, como adoção (sim, há cães de raça que são abandonados e podem ser adotados) em abrigos, doação e petshop, mas os canis ainda são os lugares mais procurados quando a ideia é ter um animal de raça definida.

Pensando nisso, decidimos criar uma lista com as vantagens e desvantagens para quem está interessado em buscar um local, além de dar dicas do que deve ser feito para escolher o melhor canil.

Como escolher o melhor canil

Primeiramente, é importante falar que se você está em busca de um animalzinho e não faz questão de raça, o melhor seria a adoção. O Brasil possui aproximadamente 20 milhões de cães desabrigados esperando por um lar.

Quando um deles é adotado, todos saem ganhando: você, o animal e a sociedade, pois os cães de rua podem ser considerados problema de saúde pública.

Mas sabemos que muitas pessoas têm o sonho de ter determinada raça, e não será nós que vamos julgar esse desejo. Sendo assim, o mais importante para quem vai comprar um cachorro é fazer isso corretamente, de lugares sérios e que não visem apenas o lucro.

Veja aqui abaixo dicas valiosas de como escolher o melhor canil.

Como escolher o melhor canil

Fonte: Pixabay.com

Escolha o canil por raça

Escolher o canil por raça é a primeira dica e ela é muito importante de ser seguida. Muitas pessoas querem um cão e saem visitando os canis antes mesmo de decidir qual raça deseja criar. Mas esse é um grande erro.

Escolher a raça é o primeiro passo, e depois disso você vai poder ir atrás de locais que sejam especializados nela. Isso aumenta a chance de adquirir um animal de boa procedência.

Como falamos anteriormente, muitos canis visam apenas o lucro, e quando você chega em algum local que tenha muitas raças variadas, isso significa que aquele criador está mais preocupado com o dinheiro.

Claro que há exceções, mas quanto mais focado em uma raça o canil for, melhores serão os animais dele.

Indicação de amigos

Após decidir a raça, converse com amigos. A internet também pode ajudar nessa etapa, mas o boca a boca é a melhor maneira de você chegar em um lugar mais confiável.

Converse com a pessoa e faça perguntas sobre o canil, sobre o criador e pontos importantes que devem ser levados em consideração. Você faz isso quando vai em um restaurante, então por que não fazer o mesmo antes de levar um novo amigo pra casa?

Visite o local

Após conseguir a indicação de canis legais, visite-os. Não importa se você chegou lá através de um amigo, colega ou internet. É fundamental se dirigir até o local para ver de perto tudo o que você ouviu falar dele.

Quando chegar lá, fique atento a tudo: estrutura, pessoas e a todos animais. A estrutura deve oferecer boas condições a cães adultos e filhotes, abrigando todos com conforto e segurança.

Veja se a higienização é adequada, se o espaço dos animais é grande o suficiente e se há a adaptação para as necessidades de cada idade. Em relação a isso, verifique também se a alimentação deles é correta.

Cada faixa etária tem a sua ração, especialmente os animais adultos que passam pela fase de reprodução.

Converse com o criador

Antes de visitar o local, anote em um papelzinho várias perguntas para serem feitas no canil. Não importa se serão muitas, pois isso só mostra que você está preocupado com o animal.

Se o criador for de boa conduta também ficará feliz ao perceber seu interesse. Questione sobre as condições dos animais, sobre as particularidades da raça, sobre os cuidados com o cão.

É muito importante saber também sobre a saúde dos pais do filhote. Caso o macho e a fêmea tenham alguma doença ou condição especial, há chances da ninhada adquirir os mesmos traços.

Pergunte também sobre o histórico do canil, há quanto tempo ele funciona, como o cruzamento é realizado, entre outros pontos. Quanto mais dúvidas forem tiradas, mais tranquilo você vai ficar.

Confira a documentação do local e dos animais

Conferir a documentação não é apenas uma questão importante, ela é obrigatória. Esses papéis vão validar a legalidade do canil, mostrando que ele é confiável e trabalha de maneira séria.

Dentre esses documentos que são obrigatórios a todos os locais que comercializam cães está: contrato de compra e venda, documentos do pedigree animal e do registro, além do recibo da transação.

O pedigree, inclusive, é algo que deve ser comprovado através de uma documentação da CBKC (Confederação Brasileira de Cinofilia), e mostra o registro dos pais do filhote. Nele você vai encontrar informações da árvore genealógica, possíveis títulos dos padreadores  e características específicas do animal.

Avalie os funcionários e animais

Além do espaço físico e do criador, é preciso avaliar também os funcionários do local e os próprios animais. Veja se as pessoas que trabalham no canil estão feliz, trabalhando motivados e se relacionam bem com os bichos.

Tente perceber como se dá a relação entre eles, se os animais ficam felizes e se sentem bem perto do funcionário. É importante ficar atento a qualquer indício de estresse por parte dos animais, pois isso pode indicar pontos negativos.

Olhe os animais e veja se eles andam, se movimentam, a pelagem e também a postura. Caso ache algo estranho, faça perguntas. Observando bem todos esses critérios você vai conseguir escolher o melhor canil para adquirir seu novo amigo.

Como escolher o melhor canil

Fonte: PxHere.com

Vantagens e desvantagens de comprar em canil

Por mais que tenhamos falado que adoção é mais vantajoso em relação a compra de animais, adquirir um pet em um canil tem seus benefícios. Por isso vamos listar aqui abaixo três vantagens e três desvantagens.

Vamos começar pelas vantagens:

Procedência garantida

Como falamos anteriormente, todo canil que comercializa cães é obrigado a ter uma série de documentos que comprovam o pedigree do animal. Dessa forma, é muito pequena a chance de você levar pra casa um cachorro que apresente algum tipo de problema.

Vacinado

Os cães quando saem do canil já vêm vacinado e vermifugado. Sendo assim, o tutor tem uma preocupação a menos com a saúde do animal.

Microchip

Muitos canis já fornecem o animal com um microchip inserido na pele do cão. Esse item auxilia no rastreamento e localização do bicho, que pode ser bastante útil caso ele se perca.

Entre as desvantagens de adquirir um cão de canis, estão:

Contribui com a prática de venda de animais

Quando você compra um animal está contribuindo para o crescimento desse mercado. É claro que não podemos julgar quem tem o sonho de ter uma determinada raça, mas a adoção deveria ser considerada por todas as pessoas que desejam ter um cão.

Exploração animal

Muitos canis se aproveitam da comercialização animal e exploram a reprodução desse bicho. Isso é extremamente prejudicial à saúde do pet, o que compromete também o bem estar dos filhotes.

Um adoção a menos

Cada vez que um animal é vendido é uma oportunidade de adoção que é deixada para trás. Muitas pessoas vão atrás de um cãozinho sem ter uma raça específica em mente, e mesmo assim preferem levar uma raça qualquer do que adotar um animal bicho sem lar.

Se esse for o seu caso, visite os abrigos da sua cidade, analise bem as condições desses locais e veja os serviços que eles prestam para a comunidade animal. Se cada um fizer sua parte, mais cachorrinhos ficarão felizes ao encontrar um lar.

E aí, bicho maníaco, o que achou do nosso artigo de hoje? Tenho certeza que agora você está mais preparado para escolher o melhor canil para levar seu novo amigo pra casa.

Até a próxima!