Em busca de manter a saúde física e psicológica de seus cães, os tutores prestam muita atenção em tudo que pode interferir na vida do seu amigo canino. Quando falamos sobre o sono do pet, muitas dúvidas surgem, entre elas uma bastante importante: “devo ou não comprar uma cama para cachorro?”

Sabemos que um momento muito prazeroso e fofo para os donos é o período em que os cachorros relaxam e dormem. O sono é fundamental para o bem-estar do animal e a sua qualidade interfere diretamente no dia a dia do cão. Por isso, a cama para cachorro pode ter um papel importante neste aspecto.

Neste artigo você vai ver, entre outros pontos, quando o uso da cama para cachorro é adequado, quais os benefícios do acessório, onde colocá-la, qual o tamanho do investimento e ainda se é possível ou não fazer sua própria caminha para dar mais conforto ao cãozinho.

Sono do Cachorro

Antes de entrar no tema de cama para cachorro definitivamente, é importante explicar como o sono do seu cão funciona. Dessa forma, você poderá entender o que significa um bom descanso para a vida e saúde do seu pet.

Esse é mais um ponto em que os cachorros se assemelham aos humanos. O sono é fundamental para que os cães tenham uma vida saudável, tanto física como psicológica. Cachorros adultos, em média, dormem de 12 a 14 horas por dia; já quando filhotes, precisam de aproximadamente 18 horas.

Os cães passam a maior parte de suas vidas dormindo ou deitados. Isso deixa evidente a importância de um ambiente adequado para que esse repouso aconteça. É importante esclarecer que o animal possui ciclos durante o sono. Em alguns momentos a atividade cerebral diminui, em outros a musculatura relaxa. Apenas cerca de 10% do tempo do sono é de relaxamento e descanso profundo.

Além disso, eles também podem sofrer com problemas para dormir. Insônia ou outros distúrbios capazes de dificultar o sono são tão possíveis quanto nos humanos. Deve-se, portanto, ter atenção aos motivos que estão levando o cão a permanecer acordado além do comum, pois podem ser indícios de doenças, ansiedade ou simplesmente o ambiente, que pode não estar confortável para que o pet consiga descansar.

Dessa forma, é importante entender as vantagens atribuídas à vida do cão quando se oferece a ele uma cama para o seu descanso.

filhote deitado na cama coberto

Fonte: Abby Kihano / Pexels

Por que ter uma cama para cachorro?

É sempre importante entender como o seu pet está, analisar o ambiente em que ele se encontra e verificar se algo pode ser feito para deixá-lo mais confortável e feliz. Dar uma cama ao pet é uma forma de ajudá-lo a manter a disciplina, além de garantir um local de refúgio e um ambiente adequado para descanso.

A cama também é uma forma de mostrar ao animal que ele tem um espaço próprio na casa. Esse lugar único e individual para o cão se torna mais importante caso você tenha objetos e ambientes em que o pet não pode entrar em contato. Quando sozinho, essa noção de território pode impedir que ele entre em lugares indesejados, danifique algo importante e, principalmente, venha a se machucar.

Todos sabemos que os cães são seres sociáveis que sempre que possível buscam estar próximo de alguém. No entanto, quando o animal compreende a importância da caminha, ela passar a transmitir uma sensação de segurança e bem-estar.

Isso porque ele fica confortável em permanecer lá quando sente vontade de dormir ou até mesmo ficar sozinho (sim, os cães curtem um pouco de individualidade). A cama também acaba sendo refúgio quando ele é repreendido pelo dono por alguma brincadeira fora de hora.

A cama ajuda o cão a estabelecer uma rotina, contribuindo para um psicológico saudável. Mantê-lo diretamente no chão ou em superfícies planas, por exemplo, pode ser um problema no futuro, pois o pet pode apresentar dificuldades para deitar e levantar devido à idade e o peso.

Permanecer no chão também facilita a perda de temperatura do cão para o ambiente, sendo um problema principalmente para as espécies que sofrem com o frio.

Cama para cachorro: como escolher

Existem camas para cachorro de todos os tamanhos, modelos, formatos e preços. A caminha ideal depende de diversos fatores. Lembrem-se que não basta apenas ter uma cama. Para que o acessório funcione, o cão precisa gostar dela e tê-la como sua. Caso ele não se adeque ao espaço, poderá rejeitá-la e tomar outro lugar da casa.

Para escolher a cama mais próxima do ideal, os seguintes fatores devem ser levados em consideração:

Condições físicas do cão

Avalie a idade, peso e o tamanho do seu pet. A cama deve comportá-lo bem e permitir que ele possa se movimentar livremente. Se tiver dúvidas, veja as posições em que ele geralmente gosta de ficar e se a caminha que você escolheu oferece esse conforto. Caso seu pet seja ainda um filhotinho, pode ser interessante considerar o seu crescimento. Porém, uma cama muito alta pode dificultar o acesso do filhote.

Manutenção

A cama deve ser de fácil manutenção, feita com materiais de fácil lavagem e secagem. Existem filhotes que ainda não adquiriram o hábito de urinar em um lugar específico, então acabam fazendo na caminha. Por isso é tão importante que a manutenção possa ser feita rapidamente e com uma certa frequência, sem que ele sinta falta de seu espaço por um longo tempo.

Materiais

Existem diversos tipos de materiais e suas particularidades podem ser determinantes no momento de adquirir a cama para o seu animalzinho. É importante levar em consideração diversos aspectos, entre os principais estão: a densidade do colchão, resistência do tecido e da estrutura, se o material exala algum odor forte e, especialmente para algumas espécies, se a cama tem a capacidade de manter a temperatura.

Densidade e Resistência

Considere mais uma vez o físico do seu cão nesse ponto, pois a densidade do colchão deve ser adequada ao peso do animal. Se seu cãozinho ainda for filhote, pode-se apostar em densidades um pouco maiores para aumentar a vida útil do acessório.

O tecido empregado deve ser resistente para aguentar a movimentação do animal e aguentar o contato com líquidos. A cama deve suportar o período de adaptação do cão sem problemas, já que é o momento em que mais será exigida. Se a estrutura for impermeável, será ainda melhor.

Cheiro e Temperatura

O tecido e os acessórios utilizados na cama para cachorro, preferencialmente, não devem ter um cheiro forte. O sistema olfativo do animal é muito mais sensível que o nosso. O que pode incomodar você, deve ser insuportável para o cão, por exemplo. Um odor diferente pode dificultar o interesse do pet pela cama, por isso é interessante ficar atento aos cheiros.

O material utilizado também deve conservar a temperatura do animal. Essa característica pode ser muito importante para animais de pelo curto, cujos tutores morem em regiões frias.

Ambos gostarem

Gosto pessoal também conta e muito. É importante uma análise de todos os pontos, inclusive se o dono gosta da estética da caminha e se o cão a acha confortável e aparenta estar estimulado a permanecer nela.

O interesse do animal também é um ponto determinante, pois caso ele não se sinta bem ou algo o incomode, o processo de adaptação no novo lugar pode ser bem mais complicado.

cachorro na sua caminha

Fonte: Jodie DS / Pexels

Cama de cachorro: problemas com adaptação

Os cães podem apresentar alguma resistência com uma mudança de rotina. Essa característica varia de animal para animal, mas não é raro de acontecer. Apresentar ao seu pet uma cama pela primeira vez ou realizar uma troca por uma nova pode ser um pouco difícil nos primeiros dias. O objetivo é fazer com que o cão reconheça aquele objeto como seu e sinta-se confortável com ele.

Para tornar essa mudança mais rápida, você pode seguir essas dicas:

1 – Caso seja uma substituição, a cama de cachorro deve estar posicionada no lugar da anterior;

2 – Se for a primeira vez, o melhor é ser posicionada em um lugar longe de onde o cachorro faz suas necessidades e de lugares que ele não pode acessar ou tem medo;

3 – Coloque dentro da nova caminha um brinquedo que ele goste, um paninho com o cheiro dele ou de alguém que ele goste. Isso ajudará a acalmá-lo e entender o lugar como seu;

4 – Estimule positivamente o momento de dormir no novo espaço. Dê algum petisco de seu interesse e faça carinho enquanto ele está deitado, isso ajudará a se tranquilizar e relaxar.

Onde comprar e quanto custa uma cama para cachorro

Existem muitas opções de cama para cachorro para quem deseja presentar o seu amigo canino. O preço pode começar em R$40 e, em edições de luxo, custar até milhares de reais. Tudo depende do estilo, design, material empregado e de quanto o seu bolso pode pagar.

Esse tipo de acessório para cães é muito comum de ser encontrado em petshops e é facilmente achado na internet. A compra em lojas especializadas pode ser mais interessante, pois se consegue atestar a qualidade e resistência do produto pessoalmente.

Para comprar em lojas físicas, é recomendado perguntar ao vendedor detalhadamente sobre as características do produto, e ter certeza de que a escolha é a mais adequada ao porte e às necessidades do seu cão. Por isso é tão importante entender bem os gostos e perfil do animal. Se você tiver dúvidas, a orientação de um profissional pode ser determinante no processo.

Caso você não esteja com dinheiro para esse investimento, existem outras alternativas que podem suprir essa necessidade. Já ouviu falar no “faça você mesmo”?

Faça você mesmo a cama para cachorro

Nem todo mundo tem condições financeiras para comprar aquela caminha dos sonhos, embora a vontade de oferecer o melhor para o pet seja imensa. No entanto, com um pouco de criatividade, tempo e persistência, você mesmo pode criar a cama perfeita para o seu amigo canino. O que acha?

O primeiro passo é não esquecer das dicas dadas para escolher a cama para cachorro ideal. É muito importante pensar nas necessidades do animal, considerar seu tamanho, idade e hábitos. Depois pense em quais materiais podem ser utilizados. Você pode comprar a matéria-prima, mas o interessante é reutilizar o que você já tem em casa.

Caso seu cão não tenha o hábito de usar uma cama, você pode fazer uma provisória e observar o comportamento dele. Crie esse costume e faça com que o animal adquira afinidade com o espaço que você criou.

Pense bem no estilo da cama que quer e no melhor que pode fazer. Existem diversos modelos de cama de cachorro para escolher, entre eles os completamente redondos, quadrados, com dois andares, com espaço para água e comida acoplados e etc.

cachorro com frio enrolado em um cobertor

Fonte: Burst

Seja criativo

Faça o que for melhor para o animal optando pelo melhor método e materiais que conseguir comprar. Para a estrutura, podem ser utilizados pneus que não são mais usados, caixa de madeira e até plástico que você ache que dá para reciclar. O importante é que tudo fique firme e que não apresente riscos para o animal.

Pode-se usar no interior da cama espuma de colchões, travesseiros ou almofadas. Só preste atenção no estado desse material e na sensibilidade da pele do seu cão. Materiais anti ácaro, anti fungos e testados contra alergias podem funcionar bem para qualquer espécie, observe com bastante cuidado a sensibilidade alérgica do cão.

No revestimento pode-se utilizar qualquer tecido de sua preferência, como roupas velhas, edredons e lençóis. Em animais com pouco pelo e que sofrem com o frio, pode ser interessante colocar tecidos mais quentes, ajudando a reter a temperatura do pet e deixá-lo mais confortável.

E então, você já aprendeu tudo sobre cama para cachorro?

Esperamos ter ajudado no esclarecimento de suas dúvidas sobre o uso da cama para seu pet, e ter demonstrado como esse acessório pode ser importante para uma melhor qualidade de vida do seu amigo canino.