Schnauzer

Os Schnauzers adoram ficar perto dos donos e participar das atividades da casa. Ele tem muita energia e vai adorar brincar sempre que possível, além de apreciar passeios não tão longos. Conheça um pouco mais sobre esse cãozinho.

Ficha técnica

• Peso: 5kg a 45kg
• Altura: 30cm a 70 cm
• Grupo AKC: Terriers
• Grupo CBKC: 2
• Outros nomes: –
• Expectativa de vida: 12 a 14 anos
• Origem: Alemanha
• Preço estimado: R$1.200 a R$4.500,00

Histórico

O nome pode até soar estranho (quando conseguimos falar, na verdade), mas o Schnauzer é um cão adorável. Ele é o único dos Terriers que não teve origem britânica, sendo os alemães os responsáveis por desenvolver os primeiros animais da raça, por volta de 1800.

A nomenclatura “Schnauzer” é em homenagem a um cão que foi exibido em uma exposição, por volta de 1890, e quer dizer “barba curta”. E convenhamos, combinou direitinho com ele.

Essa raça tem uma particularidade quando comparada com as demais. Você deve ter percebido uma grande variação na margem de peso dele, mas não se espante. O motivo é simples: eles podem ser de pequeno, médio ou grande porte.

Em 1899 já se iniciava a classificação separada entre os tamanhos, mas apenas em 1933 a AKC definiu que o miniatura e o standard são realmente raças diferentes.

O miniatura chegou à América anos depois que o standard e o gigante (como ficou definido o maior de todos), mas após a Segunda Guerra Mundial, o menor entre eles se tornou o mais adorado. Chegou a ser a terceira raça mais popular na América, justamente pelo seu charme.

schnauzer

Características físicas do Schnauzer

Como falamos brevemente acima, a raça é dividida em três portes: miniatura, standard e gigante. Independente do tamanho, as características físicas seguem o padrão estabelecido desde 1933.

Sendo assim, o cão apresenta alguns sinais bem particulares, como os famosos bigodinhos e uma linda sobrancelha. Os olhos são ovais e bem escuros, além de ter orelhas de porte médio.

Seu corpo é robusto e até um pouco quadrado, mas sua postura é bastante imponente. Sua cauda é longa e está constantemente para o alto.

A pelagem chama bastante a atenção das pessoas e é uma marca do Schnauzer, pois além de estar presente em grande volume no rosto dele, também se espalha ao longo do corpo.

A cor mais comum de ser encontrada é a cinza, em vários tons, com o branco em detalhe em algumas partes do dorso.

Comportamento do seu Schnauzer

Além do tamanho, os Schnauzers se diferem entre si pela sua personalidade. O miniatura, diferente dos maiores, é bem menos dominante. Talvez isso tenha ajudado a tornar o cão mais popular que os demais.

Se você pretende criar a raça, tenho uma boa notícia. O schnauzer adora ficar perto dos donos e participar das atividades da casa. Ele tem muita energia e vai adorar brincar sempre que possível, além de apreciar passeios não tão longos.

Ele é muito sociável, com humanos e animais, mas lembramos que é preciso acostumar o filhote desde cedo a estar em convívio com pessoas e bichos. Assim, ele vai crescer em harmonia com todos e se comportar bem sempre que preciso.

Alguns podem se tornar um pouco estressados, mas na maioria dos casos (só não dizemos todos porque podem haver exceções) o dono é o culpado. Isso se dá pelo fato do animal não fazer atividades físicas regulares ou ficar preso em casa por muito tempo.

Não dar atenção para o seu pet também pode ser uma razão, então não economize esforços para dar todo amor e carinho que ele merece.

Alimentação do Schnauzer

Essa é uma questão muito importante que todo dono tem que ter cuidado ao cuidar de um cão da raça. O Schnauzer tem tendência a querer comer mais do que aguenta (e pode). Por isso é fundamental controlar a quantidade de comida, além de saber o que deve ser dado a ele.

Quando você estiver na mesa tomando café da manha, almoçando ou apenas fazendo um lanche, tenha certeza que ele estará ao seu lado. Vai ser difícil, mas não dê nada a ele.

Muitas pessoas oferecem alimentos achando que eles podem digerir normalmente, mas isso não ocorre. Os cachorros não têm um sistema digestivo tão completo quanto o nosso, então também não são raras as vezes que um cão apresenta enjoos.

Para garantir a saúde do seu mascote, ofereça ração de alta qualidade. O veterinário deve especificar qual marca melhor se encaixa às necessidades diárias, então preste atenção às dicas dele.

A qualidade vai influenciar diretamente na qualidade do pelo, evitando que caia em excesso e o deixando com mais brilho.

schnauzer 01

Cuidados Especiais

Quando vamos escolher uma raça, devemos ter em mente que cada uma possui suas necessidades específicas. São cuidados que devemos ter e que vão ser fundamentais para que o nosso cãozinho tenha uma boa saúde.

E com o Schnauzer não é diferente. Por essa razão, vamos falar um pouco mais sobre os cuidados especiais que devemos ter com essa raça.

Atenção com o peso do seu Schnauzer

Como falamos anteriormente, o peso do Schnauzer é uma preocupação à parte. Por ser um cão faminto, teimoso e com muita energia, vai estar sempre atrás de comida ou aceitando qualquer coisa que ofereçam a ele. Não é raro um Schnauzer apresentar problemas de peso, então tenha cuidado não só ao que oferece a ele, mas também nas porções.

Escovação dos pelos

Por apresentar uma grande quantidade de pelos, tenho certeza que você vai fazer de tudo para não encontrar com eles no chão da casa. Para isso, procure escovar pelo menos duas vezes na semana.

Tosa

Assim como na escovação, a tosa vai ajudar bastante na queda dos pelos. Mas não se preocupe em fazer isso com tanta frequência. Uma vez a cada dois meses já é o suficiente.

Gastando a energia do Schnauzer

Gastar a energia do seu cão é fundamental para que ele não se torne estressado, além de evitar problemas de peso comuns à raça. Dois passeios moderados ao longo do dia são suficientes. Lembre sempre de não sair com ele durante períodos onde o sol esteja forte. O mais indicado é nas primeiras horas do dia ou a partir do fim da tarde.

Brincadeiras também vão ajudar a manter ele feliz e saudável.

Curiosidades do Schnauzer

O Schnauzer é uma raça muito adorada pelas pessoas e sua fama é de um cão carinhoso, inteligente, companheiro e muito ativo. Assim como as outras raças, ele tem as suas especificidades e curiosidades que só quem cria sabe.
Segue abaixo alguns fatos interessantes para que você conheça mais sobre esse animal tão especial.

1. A raça, assim como as demais, tem predisposição para algumas doenças. As mais comuns são: diabetes, hipotireoidismo e pancreatite;

2. Possui 3 tamanhos, o miniatura, standard e gigante. Então não estranhe se encontrar vários cães da raça com portes diferentes;

3. Ele está em 12º lugar no ranking dos cães mais inteligentes. Então se você deseja ensinar truques para o seu pet, saiba que com o Schnauzer isso pode acontecer com mais facilidade;

4. Sua versão original, algo próximo ao standard, pesava em torno de 14kg;

5. A pelagem do Schnauzer é tão particular que foi criado um padrão específico para a tosa da raça.

Reprodução e filhotes

Quanto à reprodução, as fêmeas iniciam sua vida fértil a partir do cio (quando a vulva incha e começa um sangramento), e é nesse momento que ela começa a estar mais aberta a relações com o macho.

Esse período dura em média de 8 a 15 dias, e a ovulação ocorre na maioria das vezes entre o 9º e 13º dia após o início do sangramento. O aparecimento do 1º cio tem uma grande variação entre as cadelas, mas normalmente surge entre 8 e 10 meses de vida.

O acasalamento não é indicado no primeiro cio, pois a fêmea ainda não possui um sistema reprodutivo desenvolvido o suficiente para gerar novas vidas. Sabendo que esse período ocorre a cada 6 a 8 meses, cabe ao dono ficar alerta aos sinais do animal para analisar quando o momento é ideal.

O macho na maioria das vezes está preparado para acasalar a partir dos 8 meses de idade, mas veterinários aconselham que o melhor período é a partir do primeiro ano de vida.

Quando os filhotes nascem, é fundamental dar as primeiras vacinas, além da vermifugação.

schnauzer 02

Por que ter um Schnauzer

O Schnauzer é uma raça extremamente afetuosa não só com seus donos. Ele se dá bem com crianças, adultos e idosos, e por isso é escolhido pra ser mascote de diversas famílias. Se quiser um cão ativo e que goste de brincar, pode escolher essa raça que não tem erro.

É um cão que normalmente não apresenta graves problemas de saúde, embora tenha pré-disposição para algumas doenças.

Se você estiver acostumado a receber visitas em casa, pode ficar tranquilo, o Schnauzer é simpático com estranhos (mas lembre-se de acostumá-lo desde filhote a conviver com pessoas e animais). Por apresentar três tamanhos diferentes, tenho certeza que algum deles vai se encaixar no seu estilo de vida.

Por que não ter um Schnauzer

A raça não é adequada ao estilo de vida de pessoas calmas ou que não desejem um animal agitado. O Schnauzer é um cão muito esperto e para aqueles que não têm pulso firme, pode acabar sendo um problema. Pode latir muito e ficar estressado se não fizer suas atividades diariamente, então caso você não tenha muito tempo para dar atenção a ele, escolha outra raça.

Preço, como comprar e onde

Antes de comprar um Schnauzer, procure boas referências sobre os locais que trabalham com essa raça. Como já falamos anteriormente, essa atividade deve ser feita com responsabilidade, pois por mais que se espere obter lucro com a venda dos animais, a saúde do cão deve ser respeitada acima de tudo.

Por apresentar 3 portes diferentes, o valor pode variar bastante. Então pesquise o preço médio do animal de acordo com o tamanho. Dessa forma, você terá mais segurança ao fazer a compra.

Busque referência com quem já adquiriu um Schnauzer, isso já ajuda bastante. Caso procure anúncios em jornais, revistas ou internet, desconfie de preços e condições fora do normal. O Schnauzer pode custar de R$ 1.200 a R$ 4.500 reais (às vezes mais), dependendo do canil e de outros fatores.

Quando for visitar o local que deseja obter o cão, vá com o máximo de informações possíveis sobre a raça, como tamanho, peso, cores, características físicas e faça perguntas para avaliar se o proprietário tem conhecimento sobre esses quesitos.

É importante também buscar informações sobre os pais da ninhada, pois muitas doenças são transmitidas geneticamente, além de o comportamento dos pais ser um fator determinante no temperamento dos filhotes.