9

O Galgo Afegão é uma das raças mais famosas da Europa e é apreciado por sua graça e temperamento jovial. Sensível e inteligente, é muito meigo com o dono e com crianças, sendo indiferente apenas com estranhos, por conta da sua personalidade independente, digna e elegante.

Ficha técnica

• Peso: 23kg a 30kg
• Altura: 63cm a 74cm
• Grupo AKC: Hound
• Grupo CBKC: Grupo 10
• Outros nomes: Tazi, Baluchi Hound
• Expectativa de vida: 10 a 13 anos
• Origem: Afeganistão
• Preço estimado: R$ 1.500 a R$3.000

Histórico

O Galgo Afegão foi descoberto pelo mundo ocidental no Afeganistão e áreas próximas no século XIX. Antes disso, não se sabia muito sobre ele. Alguns pesquisadores acreditavam que a raça existia há milhares de anos no Egito dos faraós, enquanto outros argumentam que o Afegão evoluiu na Ásia.

Nenhuma pesquisa provou essas especulações e a origem do animal continua um mistério. O que se sabe é que passaram séculos isolados do mundo, escondidos nas montanhas do oriente médio.

Apelidado de “cão da Arca de Noé”, recebeu o nome de Tazi no Afeganistão. Sendo um caçador nato de gazelas e lepres, ele foi o cachorro favorito de muitos reis e princesas da Europa, pois sua beleza oriental e seu jeito elegante era diferente de tudo que já tinham visto.

Em 1890, os primeiros Afegãos chegaram à Grã-Bretanha e, mais tarde, na França, em 1930. Na Índia, as Forças Armadas Britânica o utilizaram como guarda de postos militares. Chegou aos Estados Unidos através do ator Zeppo Marx, um dos primeiros a trazê-lo para o continente americano.

Foi reconhecido pela AKC em 1926 e tornou-se membro em 1940. Já no início do século XX, foi considerado um cachorro de luxo e um dos mais elegantes cães da época. Nos anos 70, os Afegãos tornaram-se a raça da moda por conta do aspecto glamoroso. Até hoje, continuam caçando, carregando mercadorias e sendo guardiões no Afeganistão.

cachorro-raca-galgo-afegao

Características físicas do Afegão

A característica mais conhecida do Afegão são seus longos pelos de textura fina e sedosa. Os olhos escuros têm formato triangular e levemente oblíquos, já as orelhas, escondidas por trás dos pelos, são baixas e bem para trás da cabeça. É um cão de tronco longo, com o pescoço comprido, quadris retos, focinho longo e ombros muito bem estruturados.

Seu maxilar é forte e seus olhos penetrantes. Os machos da raça têm entre 68 cm e 74 cm, enquanto as fêmeas ficam entre 63 cm e 69 cm. O Afegão se desloca de forma flexível e possui resistência. Além disso, é ágil, versátil e protege-se do frio com a vasta pelagem do corpo.

Comportamento do Afegão Hound

Como já citamos aqui, o Afegão Hound é um cão de personalidade auto-didata e indiferente. Isso não significa que não ame o dono, pelo contrário, ele apenas fica reservado e tímido com estranhos e todo o seu glamour aparece nessa hora.

Mesmo sendo essencialmente um caçador de pequenos animais, tem uma grande relutância em vir quando é chamado em casa. Por falar nisso, o Afegão foi considerado o cachorro que menos responde aos comandos de obediência.

O cão precisa esticar as pernas diariamente para liberar o nervosismo e estresse. Convive com outros animais tranquilamente dentro de casa, mas é preferível que seja criado em espaços grandes. Caso o proprietário não saiba lidar com seu temperamento, ele provavelmente se mostrará desobediente.

Por não demonstrar frequentemente o amor ao dono, é considerado independente. Apesar de gostar de crianças, não é tão interativo para brincadeiras quanto outras raças. Ainda assim, o Afegão tem um lado alegre e engraçado.

Uma característica marcante da sua personalidade é o seu olhar distante, de onde surgiu o ditado “um Afegão nunca olha para você, mas sim através de você.”

cachorro-raca-galgo-afegao

Alimentação do Afegão

A quantidade de ração varia de acordo com o peso e tamanho do cachorro, mas ele deve se alimentar três vezes por dia e beber muita água fresca na vasilha. É recomendado que o cão tenha uma rotina na hora de comer, para que aprenda a obedecer horários e ordens.

O Afegão precisa de nutrientes na sua alimentação e de acompanhamento de veterinário regular, pois as suas características são bastantes particulares, e nem todos sabem observar corretamente quando o cão está precisando de algo específico.

Evite deixar comida sobrando em sua vasilha, pois ele tem uma pequena tendência ao sobrepeso, além disso comprometer a qualidade do alimento.

Lembrando que as embalagens de ração sempre indicam a quantidade ideal de acordo com a idade do animal, mas um veterinário sabe estabelecer com mais precisão o tamanho da porção.

Cuidados especiais

O Afegão é uma raça diferente de todas as outras, e parte do seu charme vem daí. No entanto, são necessário alguns cuidados especiais e específicos para que o pet tenha a melhor vivência possível. Confira aqui abaixo algumas delas!

Preste atenção na personalidade dele

Como você sabe, o Afegão é um cachorro levemente introspectivo e mantém a fama de “cachorro felino”. Apesar disso, o dono não pode deixá-lo dentro de casa o tempo inteiro.

Ele precisa fazer exercícios diariamente, de preferência uma corrida em velocidade máxima, para que não perca suas raízes. Além disso, precisa de uma vida social, já que pende a ser reservado.

Manutenção dos pelos

A característica mais conhecida do Afegão não pode passar despercebida, certo? Os pelos da raça exigem um cuidado maior: três sessões de escovação por semana para que se mantenha sedosa e um banho por mês. Pode-se aparar os pelos do dorso e pescoço para diminuir o trabalho e evitar que criem nós e incomodem o cão.

Cuidados com as orelhas e os dentes

Limpe as orelhas do Afegão semanalmente com uma bola de algodão umedecido. Entretanto, jamais insira nada dentro do seu canal auditivo. Os sinais de infecção no ouvido são o mal cheiro, vermelhidão ou o cão coçando as orelhas o tempo todo. Em relação aos dentes, escove pelo menos três vezes por semana para evitar bactérias e tártaros.

Unhas e feridas

Corte as unhas do seu Afegão uma vez por mês, mas tome cuidado para não aparar muito, pois isso pode causar dor no animal. Verifique para ter certeza de que não há feridas ou inflamações no seu bichinho e, quando possível, leve-o ao veterinário para uma avaliação mais aprofundada.

Alimento de qualidade

Sempre frisamos aqui no portal que raças de pelagem comprida devem receber uma atenção especial em relação à alimentação por dois fatores. O primeiro é para evitar a queda de fios, pois uma ração de qualidade vai dar mais força ao pelo, evitando que eles caiam com frequência.

O segundo fator é em relação ao brilho e textura, pois alimento com bons valores nutricionais vão garantir maciez e luminosidade, deixando seu pet muito mais belo.

cachorro-raca-galgo-afegao

Curiosidades do Afegão

A fama do Afegão é antiga. Seu glamour, luxo e elegância encantam as pessoas há mais de dois séculos e sua figura chama a atenção de todos até os dias atuais. Separamos sete fatos curiosos sobre essa raça tão distinta:

1. Vários personagens de filmes já foram descritos como Afegão Hound, como 101 Dálmatas, A dama e o Vagabundo 2 e Marmaduke;

2. Um cientista coreano obteve sucesso após realizar o primeiro clone canino. O cachorro Snuppy foi reconhecido como o primeiro cão clonado da história;

3. Na década de 70, apareceu como animal de estimação da boneca mais famosa do mundo, a Barbie;

5. Ganhou o apelido de “Cão da Arca de Noé” após ser considerado uma das mais antigas raças que se tem história;

6. No ranking das raças mais inteligentes, o Afegão Hound ocupa a… última posição;

7. O pintor Pablo Picasso possuía um cão dessa raça, inclusive utilizando o animal como inspiração. Uma obra do artista com a reprodução de um Afegão Hound foi vendida por 10 milhões de dólares em 2012;

8. O ator americano Zeppo Marx começou a criar esta raça nos Estados Unidos, quando importou dois cães da raça em 1931.

Reprodução e filhotes

As fêmeas entram no cio a partir dos oito meses de idade, podendo chegar até aos 2 anos, e acontecem duas vezes por ano. É importante que a cadela seja cruzada somente depois do terceiro cio, pois antes disso o seu organismo ainda está em formação.

A época ideal para o acasalamento é entre um ano e meio de idade até os sete, sendo preciso analisar de perto se a fêmea está preparada.

Os filhotes possuem pelos semelhantes à lã e um bigode que cai depois de um ano de vida. Eles procuram o afeto da família ansiosamente, mas isso diminui conforme ele envelhece.

Por que ter um Afegão

A raça se adapta muito bem à vida dentro de casa, e gosta de passear e se exercitar e não late praticamente em momento algum. É recomendado para quem gosta de raças mais independentes, tranquilas e pacíficas.

O Afegão tem boa memória e uma excelente visão, o que o ajuda a ser um ótimo cão de guarda. Além disso, quem escolher criar um cão dessa raça vai ter a certeza de ter um animal diferenciado, pois dificilmente encontrará outro igual passeando pela rua.

Por que não ter um Afegão

O Afegão não é recomendado para quem gosta de ter a companhia do pet, visto que ele não é muito afetuoso. Também não é recomendado para quem tem crianças pequenas, pois ele não gosta das brincadeiras típicas da idade.

Além disso, a manutenção dos seus pelos demanda tempo e dinheiro do dono, então é preciso ter disponibilidade para dar atenção às necessidades da raça.

Outro ponto importante é a personalidade do Afegão, que por ser um tanto quanto independente pode acabar dificultando o adestramento. Então saiba que ao optar por essa raça, será preciso ter um pouco (muita) paciência.

Preço, como e onde comprar

Você deve ter percebido que essa raça é bastante distinta das demais, desde a sua origem até as suas características. Isso tornou o Afegão um animal difícil de ser encontrado, tanto em petshops como em criadores especializados.

O preço médio do Afegão é entre R$1.500 e R$3.000, sendo um cachorro de custo um pouco elevado. Embora essa seja uma faixa de preço aceitável, ele pode acabar custando mais a depender do canil e da criação dos pais do filhote.

É extremamente raro encontrar a raça em abrigos para doação, justamente por ser diferente dos outros animais. O melhor lugar para comprar um filhote de Afegão é na internet, seguido de feiras especializadas em raças puras.

Lembramos sempre que petshops nunca são os melhores locais para adquirir um cãozinho, pois a maioria deles não se preocupa com a evolução das raças, apenas com a lucratividade.

Ressaltamos também que antes de fechar a compra você deve perguntar sobre a origem e família do pet, para ter a garantia que é realmente o Afegão, e não a mistura dele com outra raça. Muitos criadores irresponsáveis acabam se aproveitando das características raras da raça e do pouco conhecimento popular sobre o animal e oferecem um cão de procedência duvidosa.