Charmoso, atraente e muito divertido. Essas são algumas das características do Coton de Tuléar, um dos cãezinhos mais fofos e inteligentes que existem no mundo dos cachorros! Essa raça é conhecida também por ser muito companheira e sempre estar presente quando o seu dono precisa de um amigo fiel. Se você deseja um amigo canino para estar sempre perto, o Coton de Tuléar pode ser uma ótima opção!

Ficha técnica:

• Peso: 3 a 6kg
• Altura: 22 a 32cm
• Grupo AKC: Non-Sporting Group
• Grupo CBKC: Grupo 9
• Outros nomes: Bola de algodão
• Expectativa de vida: 13 a 16 anos
• Origem: Madagascar
• Preço estimado: R$ 1.500 a R$ 3.500

Histórico do Coton de Tuléar

O Coton de Tuléar é uma raça canina nativa da ilha africana de Madagascar. Posteriormente a raça foi introduzida na França, sendo reconhecida por volta de 1970, quando ganhou a posição de primeira ordem no grupo de cães de companhia que já existiam no país de Madagascar.

Tudo começou em 1500, quando as damas a bordo levavam um cachorrinho branco nos navios franceses, que faziam longas viagens tediosas. Para não se sentirem solitárias, elas o levavam em suas bolsas, não só para serem companhias como para manter ratos e camundongos longe dos navios.

Certa vez, em uma dessas viagens, uma tempestade devastadora aconteceu e o navio afundou perto de Madagascar. Todas as pessoas a bordo morreram, menos os cachorrinhos, que se salvaram e conseguiram nadar até o porto de Tulear, no Sudoeste da Ilha.

Lá, os cães sobreviventes se tornaram selvagens e cruzaram com várias outras espécies de cães. Nesse processo de cruzamento, surgiu o Coton de Tulear. Coton por conta de seu pelo branco e fofinho, e Tulear por conta da cidade.

Características físicas do Coton de Tuléar

O Coton de Tuléar é conhecido como cão “anti-stress”. Muitas pessoas que possuem esse amável cãozinho confirmam essa denominação, pois amam fazer festa quando seu tutor chega em casa. Pulam, correm de um lado para o outro, latem, lambem, pegam brinquedos e se mostram bastante felizes nesse momento.

O que mais chama atenção do cão é a sua pelagem branca, de textura felpuda e extremamente macia, característica que o faz ser chamado por muitos de fofo. O pelo normalmente é branco e fino, tendo casos em que ele aparece ligeiramente ondulado.

A cor mais frequente para o pelo é branca, mas pode haver uma ligeira sombra de cor cinza claro. Aparentemente é como se fosse uma mistura de pelos brancos e pretos. Também é possível que hajam sombras de vermelho, aparentando a mistura de branco com vermelho. Mas na maioria dos casos, a pelagem é inteiramente branca.

É importante que o dono do animalzinho esteja sempre atento ao período de tosa, pois o pelo do pet cresce com frequência e, por ser muito liso, pode prejudicar a visão do animal ou até mesmo atrapalhá-lo na hora em que estiver comendo ou correndo.

Do ponto de vista físico, o cãozinho mostra uma pequena trufa escura de narinas bem abertas. Os olhos são afastados e normalmente apresentam cor escura, tornando o olhar do pet bastante expressivo. As orelhas possuem um leve formato em triângulo, apesar de esse formato não ser tão perceptível, já que as orelhas se aderem à face do cachorro.

Apesar de ser um animal de pequeno porte, os membros do Coton de Tuléar são musculosos e fortes, característica que deixa o animal bastante animado para corridas e brincadeiras que exigem muita energia. Já a sua cauda é comprida e normalmente afinada na ponta.

Também é importante que o tutor fique atento às reações do pet quando colocado em determinados locais com altas ou baixas temperaturas, pois ele não é muito tolerante ao frio, muito menos ao calor.

Comportamento do Coton de Tuléar

O cãozinho da raça Cóton de Tuléar é conhecido no mundo todo pela sua inteligência e facilidade em aprender as coisas que lhe são passadas. Ele sabe perceber quando o ambiente está bom ou ruim para ele, além de se dar muito bem com as crianças e também com outros pets, seja lá de quais raças forem.

Do ponto de vista emocional, o Cóton de Tuléar é carinhoso e muito leal ao seu dono, fazendo questão de sempre estar por perto, característica que o faz parecer um cão de guarda. A solidão é algo um tanto quanto complicado, pois ele não sabe lidar muito bem com o fato de ficar sozinho. Ele sente a necessidade de estar sempre perto dos integrantes da família.

Quando “pisam no seu calo”, ele fica um pouco bravo e se torna um cão teimoso, mas basta um pouco de carinho, atenção e algumas brincadeiras para que ele logo volte ao normal.

O Cóton de Tuléar é considerado um cão de porte pequeno, por isso pode ser uma ótima opção para quem mora em apartamento. Eles possuem muita energia e resistência para brincadeiras, mas costumam ser calmos em ambientes domésticos, seja em casas espaçosas ou apartamentos pequenos.

Apesar do pet se adaptar facilmente a ambientes pequenos, é importante que ele tenha espaços externos para correr, e também alguém que o leve para passear com frequência. Isso porque ele precisa de exercícios físicos constantes para estimular o corpo e a mente.

Cuidar de sua saúde física e emocional é essencial para que o cãozinho continue com sua essência feliz, carinhosa e brincalhona. Bastam alguns mimos e um pouco de aconchego para que seja extremamente agradável com o seu dono e todos os outros que quiserem levá-lo para um passeio no parque.

Alimentação do Coton de Tuléar

Se você tem ou pensa em ter um Coton de Tuléar, é muito importante ficar atento à alimentação dele, pois este é um cão que exige alguns alimentos específicos em sua dieta.

Antes de tudo, você precisa buscar referências sobre como o cão estava se alimentando antes de você adotá-lo. Isso é importante porque o criador pode ter alimentado o Coton com comida de cachorro comercial, sem muita atenção à marca ou às suas necessidades nutricionais. Logo, após levá-lo para a sua casa, você não pode mudar drasticamente sua alimentação, mas sim lentamente.

A dieta mais apropriada para esta raça deve incluir arroz integral, peixes e aves, por serem alimentos comuns da região da qual ele veio. Além de comidas específicas, deve ser introduzido para o cão alimentos frescos e que contenham vitaminas e nutrientes necessários para manter sua pele saudável, sua pelagem macia (e sem queda de pelos), além de disposição para que ele cresça saudável e feliz.
De modo geral, alimentos frescos são os mais apropriados para o animal. Caso você não tenha tempo para preparar alimentos na hora, uma segunda opção pode ser a ração comercial de alta qualidade, que ofereça o máximo de nutrientes que esse tipo de cão necessita.

Um bom veterinário pode orientar sobre quais os melhores alimentos para o seu cão. Não deixe de levá-lo a consultas com uma certa frequência, pois o cachorro pode estar sofrendo com alguma doença, por mais simples que seja, causada por uma desnutrição recorrente, mesmo que o dono não tenha noção de que isso esteja acontecendo.

Cuidados do Coton de Tuléar

O Coton de Tuléar exige uma série de cuidados especiais, assim com qualquer outro animal sensível. Dificilmente ficam doentes ou são afetados por algo externo que possa deixá-lo mal. Porém, é muito importante que o cão tenha todas as vacinas em dia e também não consumam alimentos não recomendados em sua dieta. Por isso que a ida a um veterinário é essencial para observar a saúde do cachorro.

Atenção com o pelo

Seus pelos longos e brancos precisam de uma boa escovação, porém não tão frequente, normalmente 3 vezes na semana, para que não haja queda em excesso. Você pode fazer isso enquanto assiste a um filme, por exemplo, com o pet no seu colo.

Além de penteá-lo, você ainda aproveita o tempo para dar carinho e aconchego a ele. Já a tosa tem um período específico para que seja feita, por isso é importante perguntar para o veterinário de quanto em quanto tempo você deve levar o pet para renovar sua pelagem.

Cuidado com a pele

A pele do Coton de Tuléar é bastante fina, por isso é tão recomendado uma alimentação que fortaleça seu tecido. Assim, ele não se machucará com facilidade caso entre em contato com alguma superfície áspera, pontiaguda ou potencialmente cortante.

Lembre-se de que o cão é bastante brincalhão e, quando está no seu momento, acaba sendo inquieto até demais. Por isso é tão importante o cuidado na hora em que estiver passeando com ele.

Exercite o seu cão

O Coton de Tuléar, assim como muitos outros cães, gostam de ambientes externos, onde possa ver gente e também outros animais. Por ser um animal de porte pequeno, o dono do animal não precisa se preocupar tanto em manter uma certa frequência nas caminhadas ou estimular o cão a praticar exercícios físicos. Ele não tem facilidade para engordar. Porém, não deixa de ser importante exercitá-lo quando tiver tempo. Isso pode acontecer até mesmo durante o momento em que você for levá-lo para passear numa praça.

Não o deixe sozinho

Como já foi dito neste artigo, uma característica muito forte do Coton de Tuléar é a necessidade de sempre ter alguém por perto. Este animal é carente e está sempre buscando por companhias, principalmente do seu dono, já que é alguém que o deixa bastante feliz quando lhe dedica tempo.

Higiene do cão

O banho pode ser dado ao animal quantas vezes o dono achar necessário, isso vai depender muito do quanto ele é levado para a rua e se suja durante os passeios. Nesse caso, ele pode ser banhado semanalmente com um shampoo suave, que não seja tão agressivo ao seu pelo. Em casos mais comuns, o banho é dado a cada 3 ou 4 semanas.

Em relação às unhas, é recomendado que elas sejam aparadas pelo menos uma vez por mês. Já os dentes precisam ser escovados diariamente e com creme dental apropriado conforme recomendação do veterinário.

Curiosidades do Coton de Tuléar

O cachorrinho de Madagascar possui diversas curiosidades. São elas:

1. O nome Coton de Tuléar surgiu devido à sua aparência, que lembra uma bolinha de algodão. Cotón é algodão em francês, e Tulear é a região na qual o animalzinho foi criado;

2. Ele é conhecido por ser o cão da nobreza e símbolo da ascensão social;

3. O Coton de Tuléar é o cachorro preferido de muitos atores e atrizes de Hollywood. Muitos deles possuem o cãozinho e são extremamente apegados e loucos por eles. Uma delas é a atriz a cantora Barbra Streisand que tem uma Coton com o nome de Sammie. Debra Messing, Catherine Zeta-Jones, Jane Fonda são outros que não abrem mão da fofura do Coton;

4. As fêmeas dessa raça também têm seus privilégios. Elas possuem um perfil mais livre e dominador do que os machos, fato que não é muito visto do reino animal.

Reprodução e filhotes

A principal recomendação quando se fala em reprodução e filhotes é que você precisa encontrar animais que sejam saudáveis. Essa é uma orientação global, independente de animal ou raça. Isso garantirá a você que os filhotes nascerão saudáveis e que o pet não terá riscos de doenças depois.

Normalmente, assim como outros cachorros, o período gestacional é de cerca de 60 dias. Nesse período, veterinários recomendam que sejam oferecidos alimentos de alta qualidade e grande valor nutricional, para que o animal possa reproduzir de forma saudável.

Também é importante ficar atento às vacinas, para que não tenha grandes problemas. A fêmea, nesse período, necessita de atenção e cuidados médicos com bastante frequência, além de muito carinho e aconchego.

Após o parto, o veterinário deve indicar quais as vacinas necessárias para esse novo período, e a vermifugação mais adequada, além dos cuidados ideais para a mãe e os filhotes.

Por que ter um Coton de Tuléar

Não importa se você mora em uma casa ou apartamento, o Coton de Tuléar é uma raça super adaptável. Além de muito companheiro, ele é brincalhão, carinhoso, amável e fofo (principal característica do cão).

Inclusive é a sua fofura que faz com que ele chame atenção de todos na rua, então se você pensa em um cãozinho para ser paquerado, o Coton é uma opção maravilhosa.

Ele é muito indicado para crianças e pessoas que estão em busca de um cão de companhia, pois ele não sai de perto um só minuto de seu dono ou de pessoas que se aproximam dele para brincar.

Crianças que passam o dia em casa podem se sentir muito felizes com a companhia dele, já que eles têm muita energia para brincar o dia inteiro, assim como elas.

Quando recebem carinho e atenção, eles se sentem da família e acabam se tornando membros da família com muita facilidade. Com essa fofura toda, é quase impossível não fazer desse bichinho um filho amado.

Por que não ter um Coton de Tuléar

Se você está buscando um cachorrinho para ser uma espécie de guardião da casa, o Coton de Tuléar não é uma boa opção. Ele não tem características que o façam ficar um dia ou noite inteiros tomando conta de uma casa que quase nunca tem gente. Ele também não é um cão para viver do lado de fora da casa.

Inclusive, se você é uma pessoa muito atarefada e não tem muito tempo para ficar em casa dando atenção ao pet, o ideal é que escolha outra raça. O Coton de Tulear é muito emotivo e social, e por isso faz questão de ter seu dono sempre por perto.

Por ter todas as características de um cão de companhia, caso sinta que está sozinho por um longo período de tempo, o Coton pode sofrer de ansiedade e, por consequência, pode acabar se tornando um cão desagradável.

Do ponto de vista financeiro, se você não está podendo investir um valor razoável na compra do pet, o Coton não é recomendado, já que ele é um cachorro considerado da nobreza e, por isso, pode ser um pouco caro na vista de muitas pessoas.

Preço, como e onde comprar

O investimento para comprar um Coton de Tulear varia em torno de Preço estimado: R$ 1.500 a R$ 3.500. O valor vai variar de acordo com o canil, histórico da mãe e do pai.

Na hora da escolha, é de extrema importância que se busque o máximo de informações para que sejam perguntadas ao criador, como histórico médico dos pais, como foi a gestação da mãe, vacinas, e outras que você julgue necessárias para um melhor cuidado com o seu pet após levá-lo para sua casa.

E o mais importante: não confie em qualquer pet shop ou canil que coloque o animal à venda, pois na maioria dos casos, as lojas não estão preocupadas com a evolução da raça e com o bem-estar do animal.

A melhor maneira de se conseguir um pet é entrando em contato pessoalmente com um canil especializado ou com pessoas que criam a mesma raça. Fique atento!