Cane Corso Deitado

O Cane Corso é um daqueles cachorros que enganam pelo tamanho. Ele é um verdadeiro cão de companhia, fazendo de tudo para agradar e cuidar do seu dono e família. Adorando passar o tempo com brincadeiras, exercícios e passeios, o Cane Corso é perfeito para quem deseja um cachorro amigável e carinhoso. Continue lendo para conhecer mais sobre essa raça tão gentil.

Ficha técnica

• Peso: 40 kg a 50 kg
• Altura: 60 cm a 68 cm
• Grupo AKC: –
• Grupo CBKC: Grupo 2
• Outros nomes: Cane di Macellaio, Cão Corso Italiano, Sicilian Branchiero, Molosso Italiano
• Expectativa de vida: 10 a 12 anos
• Origem: Itália
• Preço estimado: R$ 1.500 a R$ 4.000

Histórico do Cane Corso

O antecessor do Cane Corso, o Molosso Romano (Canix Pugnax), era utilizado para ajudar em guerras dos antigos romanos, por conta do tamanho grande, do corpo robusto e da personalidade corajosa.

Já na Idade Média, utilizavam a sua velocidade e agilidade para caçar javalis e cavalos. Em 1591, o Cane Corso foi citado pela primeira vez por Eramos de Valvasone por sua força e rapidez. Após o declínio da caça, ele se tornou um ótimo cão de guarda e foi designado o papel de proteger rebanhos em grandes fazendas.

No final da década de 1970, quatro italianos trouxeram a raça de volta à popularidade. Quinze anos mais tarde, o Cane Corso se tornou a raça italiana mais conhecida do mundo, através de exposições em Milão, Bari e Florença.

Em 1997, a FCI (Federação Cinológica Internacional) adicionou o Cane Corso na lista das raças oficiais. Ele chegou aos Estados Unidos pela primeira vez em 1988, e a International Cane Corso Association foi formada em 1993. Apenas em 2010 o Cane Corso foi reconhecido pelo American Kennel Club.

No Brasil, a raça foi introduzida em 1997, quando alguns exemplares foram importados direto da Itália. A partir daí, a popularidade do Cane Corso só aumentou, principalmente em famílias que possuem crianças.
Características físicas do Cane Corso

O Cane Corso é um cachorro robusto, de porte grande, mas elegante, com músculos poderosos e longos. O focinho é amplo, o crânio é largo e levemente arqueado, enquanto os lábios superiores formam um “u” invertido. Os olhos são de tamanho médio, se comparados aos olhos de outros pets, e são escuros e bem separados.

As orelhas são medianas, posicionadas no alto da cabeça e triangulares. As patas são retas, e o pelo é curto, mas não completamente raspado. Em relação à cores da pelagem, as mais comuns são preto e fulvo, porém existem exemplares de cor azul (cinza a preto), formentino e tigrado.

As manchas brancas são comuns na área do peitoral, no queixo, na ponta do nariz e nas pontas dos dedos dos pés.

Comportamento do Cane Corso

Apesar do tamanho grande, o Cane Corso tem a personalidade bastante dependente, ou seja, ele está sempre à procura de atenção, afeto, carinho e companhia do dono e de toda a sua família.

A combinação do corpo robusto com o temperamento protetor e leal faz com que o cachorro seja um ótimo cão de guarda, mas a verdade é que ele tende a ser gentil e reservado com qualquer pessoa, desde que já conheça previamente. A partir do momento que sentir qualquer indício de ameaça ao seu território, irá avisar.

O Cane Corso é bastante corajoso, equilibrado, orgulhoso, dócil e ousado. Ele é tranquilo, meigo e muito sociável, sendo capaz de formar vínculos de amizade e confiança rapidamente. No entanto, isso só será possível se ele for socializado desde filhote, para evitar que se torne muito agressivo e brutal quando adulto.

O cão não pode, de maneira alguma, ser criado isolado ou preso, pois isso pode influenciar negativamente no seu comportamento.

cane corso com língua para fora

Fonte: U. Leone / Pixabay

Alimentação do Cane Corso

Como todo animal, a alimentação do Cane Corso deve ser feita de acordo com as necessidades nutricionais da raça, levando em conta diversos fatores, como o tamanho e energia gasta durante o dia.

É recomendado uma ração balanceada e nutritiva, como a Premium ou Super Premium. Lembre-se de que cachorros de grande porte consomem rações large breed. Até o primeiro ano de vida, o Cane Corso é considerado filhote. Nessa fase, a quantidade de ração varia de 95 a 425 gramas por dia.

A partir dos doze meses, ele é considerado adulto e a quantidade da sua ração deve ser entre 295 e 430 gramas por dia.

Ele precisa se alimentar entre duas e três vezes por dia, e a água deve ser fresca, limpa e estar sempre disponível para o pet. Organize uma rotina saudável para ensinar o Cane Corso a obedecer ordens e horários!

Cuidados especiais com o Cane Corso

Cada raça tem as suas necessidades específicas, e não é diferente com o Cane Corso. São cuidados particulares que os donos precisam ter com os bichos e que são essenciais para que eles mantenham uma boa saúde.

Tópicos como exercícios físicos, saúde e limpeza serão abordados abaixo, mas lembre-se da importância de ir ao médico veterinário para manter a orientação correta para o seu bicho.

A saúde dos cãezinhos é muito importante e não deve ser deixada para depois!

Exercícios físicos e adestramento

O Cane Corso é muito inteligente e muito fácil de ser treinado, visando sempre o agrado ao seu tutor. Ele é obediente e ágil, mas precisa de um adestrador que tenha tempo e experiência em guiar o cão da melhor forma possível.

Em relação aos exercícios físicos, o Cane Corso precisa de passeios diários e longos, além de muito espaço para realizar tarefas como esportes caninos, buscar coisas e truques de obediência. Cerca de 30 minutos diários são suficientes para o pet!

Saúde

O Cane Corso pode ser atingido pela displasia coxofemoral, além de problemas de entrópio e hiperplasia vaginal nas fêmeas. Outras doenças relacionadas aos ossos também podem surgir, pois o seu grande porte tende ao aparecimento desses problemas. Ele precisa de acompanhamento médico sempre que possível, para realizar exames e ter certeza de que a sua saúde está em perfeito estado!

Cane Corso deitado refletindo

Fonte: Akiragiulia / Pixabay

Limpeza

É recomendado escovar os pelos do Cane Corso uma vez por semana com uma escova de cerdas naturais. Não há uma frequência obrigatória de banhos, sendo aceitável até três meses sem banhá-lo. Quando chegar a hora, use um shampoo suave e condicionador para dar brilhos à pelagem.

Escove os dentes do seu cachorro pelo menos duas por semana, a fim de remover a formação de tártaros e bactérias, além de prevenir o mau hálito e doenças bucais.

É recomendado aparar as unhas uma ou duas vezes por mês, mas cuidado para não cortar demais e causar sangramentos!

Curiosidades do Cane Corso

O Cane Corso é um dos cachorros mais conhecidos pelas pessoas do mundo inteiro e é amado pelo seu tamanho e por sua personalidade carinhosa e gentil com todos ao seu redor!

Como os outros cães, ele possui suas próprias curiosidades. Segue abaixo alguns fatos interessantes para você conhecer mais ainda esse pet tão querido.

1 – O Cane Corso ficou conhecido no Brasil depois que o apresentador Fausto Silva apresentou a raça em rede nacional para todo o público brasileiro. Depois disso, a popularidade do Cane Corso não parou de crescer.

2 – Nos Estados Unidos, alguns exemplares do Cane Corso são vistos frequentemente atuando juntamente à polícia. O motivo para isso é que eles possuem um senso de defesa muito alto, além de serem capazes de desenvolver ações que ajudam a capturar bandidos.

3 – Algumas das celebridades que caíram nas graças do Cane Corso: Armani, Vin Diesel e Sherri Shepherd.

Reprodução e filhotes

Assim como todas as outras raças, o Cane Corso possui tendências a algumas doenças, mas isso não é motivo para o dono se preocupar. Todo bom criador afasta da reprodução os cães com problemas hereditários, ou seja, só serão reproduzidos filhotes inteiramente saudáveis.

É recomendado que se adquira o cão desses criadores específicos que passem confiança.

Uma dica para localizá-los é checar o ranking de criadores da CBKC ou procurar o Kennel Club mais próximo. O cuidado mais importante é saber da hereditariedade do cão e se seus pais não desenvolveram nenhuma doença que pudesse passar para ele através da genética.

Não apoie as fábricas de cachorros, pois elas financiam os abusos e os maus tratos, além de não se preocuparem com o bem-estar do bicho. Sempre que possível, adote! Para saber mais sobre adoção, continue lendo até o final.

O filhote do Cane Corso é um mastigador experiente! Mantenha-o ocupado com brincadeiras, treinamentos, jogos e o socialize o máximo que puder. Entretanto, tome cuidado com os passeios – apesar deles precisarem disso para se distrair e queimar as energias, os passeios devem ser curtos e lentos.

Filhote Cane Corso mordendo bola

Fonte: Winsker / Pixabay

Por que ter um Cane Corso

Como você viu, o Cane Corso precisa de exercícios físicos, de carinho e de atenção para manter a saúde física e mental em dia. Se você gosta de pets sociáveis, dóceis e gentis, o Cane Corso é perfeito para você.

O Cane Corso se dá bem com crianças maiores, pois é muito brincalhão e vive bem melhor em casas, justamente por conta do tamanho. Além disso, se dá muito bem com pessoas que apreciam sua companhia e sabem lidar com a sua personalidade. Se você tem interesse em um cachorro amoroso e que é amigável e carinhoso, adote um Cane Corso!

Por que não ter um Cane Corso

O Cane Corso precisa de tempo, dedicação e carinho do seu dono, portanto, caso você não possua algum desses requisitos, é mais recomendado procurar uma outra raça que combine mais com a sua personalidade.

Além disso, ele não se adequa tão bem a apartamentos, pois precisa de espaço para brincar e crescer da forma mais saudável possível.

Preço, como e onde comprar

Como você viu, o Cane Corso tem um histórico diferente das demais raças. O preço médio do cão é de R$ 1.500 a R$ 4.000, o que o torna um cachorro de custo mais elevado.

Embora seja uma faixa de preço aceitável para algumas pessoas, ele pode acabar custando mais dependendo do canil e da criação dos pais do filhote. Existem vários canis que possuem a raça, basta pesquisar na internet.

Caso você prefira adotar, fique atento aos abrigos de todo o Brasil, pois o Cane Corso está presente em alguns lugares do país.

De qualquer forma, lembre-se de pesquisar sobre a origem e a família do pet, para ter a garantia de que é a raça pura e saudável. Muitos criadores irresponsáveis só se importam com o lucro, portanto, não deixe de perguntar sobre a saúde e o histórico dele.

E lembre-se: sempre que possível, ADOTE!