buldogue ingles

O Buldogue Inglês é um dos cachorros mais reconhecidos nos dias de hoje, seja pelas suas expressões fofas e engraçadas ou pelo tamanho muito pequeno. Ele é baixinho, forte e bastante dócil, além de ser calmo e adorar ficar perto da família. O Buldogue ama agradar todos ao seu redor, sendo adorável com as crianças. Continue lendo para conhecer mais essa raça tão amável.

Ficha técnica

• Peso: 20kg a 25kg
• Altura: 30cm a 40cm
• Grupo AKC: No sporting
• Grupo CBKC: Grupo 2
• Outros nomes: Bulldog, English Bulldog
• Expectativa de vida: 8 a 12 anos
• Origem: Reino Unido
• Preço estimado: R$ 1.500 a R$ 4.000

Histórico

O Buldogue Inglês, como todas as outras raças de caẽs de rosto achatado, vem de um longínquo ancestral, o Molosso de Epire, e chegou na Inglaterra através de navegadores fenícios. Entre o século 12 e 18, ele era famoso no país por conta das brigas contra touros. No entanto, a raça logo caiu no esquecimento justamente por causa da sua fama de agressivo.

Anos mais tarde, criadores retomaram a reprodução com o objetivo de eliminar qualquer resquício de agressividade. Atualmente, o Buldogue nada lembra os seus ancestrais.

Os primeiros exemplares eram mais altos e mais pesados, já que eram treinados desde o nascimento a desenvolver a habilidade nas lutas sangrentas. Em 1835, o esporte foi proibido na Inglaterra, o que ajudou muito a mudar o comportamento do Buldogue, o transformando no cão dócil, gentil e carinhoso que é hoje em dia.

A primeira exposição de cães que permitiu que eles participassem aconteceu em 1860, em Birmingham. Um ano depois, em 1861, um exemplar chamado King Dick ganhou a competição, pela primeira vez na história da raça.

Em 1864, o primeiro clube dos Buldogues Ingleses foi criado por um homem chamado R.S. Rockstro. O clube possuía cerca de trinta membros, tendo como lema as palavras “Hold Fast”. Três anos depois, esse clube foi dissolvido. Porém, em 1875, outro Bulldog Club foi fundado e continua até hoje.

A raça foi levada para os Estados Unidos em 1880, em Nova Iorque. Um Buldogue chamado Bob foi registrado no American Kennel Club em 1886, sendo uma das primeiras raças a se tornar membro do AKC.

No início, o clube desenvolveu um padrão americano para o cão, mas os ingleses recriminaram a atitude e o AKC (o padrão) foi revisto e usado até os dias de hoje, sendo o nome “Buldogue Inglês” o oficial.

O American Kennel Club reconheceu a raça em 1890. Durante os anos 40 e 50, eles eram uma das dez raças mais populares do mundo, continuando atualmente no top 15 depois de tantas décadas.

buldogue ingles

Características físicas do Buldogue Inglês

O Buldogue Inglês tem o pelo macio e solto, e a estatura é bastante baixa. Sua cabeça é larga e proporcional ao seu tamanho. Seu focinho é largo, grosso e um pouco inclinado para cima, já a trufa e as narinas são amplas, abertas e pretas. Seus membros são robustos, musculosos e compactos, enquanto o rosto é relativamente curto.

Ele tem a pele folgada, principalmente na cabeça, ombros e pescoço. Aliás, sua cabeça é coberta de rugas bem marcadas, além de possuir duas dobras soltas na garganta, formando uma espécie de papada.

As mandíbulas são fortes e maciças, com maxilares largos. As bochechas do Buldogue Inglês são redondas e se estendem em todo o rosto, chegando até ao lado dos olhos. Seus olhos são arredondados e escuros, enquanto as orelhas se caracterizam por serem pequenas, finas e dobradas para trás.

As patas do cãozinho são retas e redondas, já os dedos são pequenos e grossos. Com a cauda curta, baixa e lisa, o Buldogue tem as seguintes cores: tigrado, vermelho, fulvo, marrom claro, branco ou malhado. A pelagem é de uma cor só ou com máscara.

Comportamento do Buldogue Inglês

Apesar de possuir a tão famosa expressão de emburrado, o Buldogue Inglês é cômico, tem um espírito jovem e é um dos cachorros mais amáveis. Ele gosta de agradar as pessoas e se dá muito bem com crianças. Mesmo sendo simpático com estranhos, o cãozinho pode ser um bom encrenqueiro com outras raças de cachorro, preferindo outros tipos de animais domésticos.

O Buldogue é bastante teimoso e tem muita dificuldade em aprender comandos – é considerado, inclusive, uma das raças mais difíceis de ensinar, educar e adestrar. Por isso, o dono precisa estar disposto e preparado para impôr regras e limites claros.

Ele é animado, seguro e corajoso, além de ser manso e inofensivo com as pessoas que conhece, raramente latindo por algum motivo. Desde pequeno, é bastante carinhoso, sociável e tranquilo, adorando brincar e se divertir.

O cãozinho é sensível e não suporta brutalidade ou grosseria, está sempre atento ao que acontece à sua volta, vigiando os movimentos dos estranhos. Possuindo um bom caráter, é muito atencioso e paciente.

Alimentação do Buldogue Inglês

A alimentação do Buldogue Inglês deve ser restringida e rica em nutrientes de alta qualidade, pois a raça possui muita tendência a obesidade. A quantidade muda conforme o pet vai envelhecendo. Até os doze meses, é considerado um filhote, por isso deve-se alimentar três vezes por dia, sempre no mesmo horário, com a ração super premium, própria para filhotes.

A partir de um ano de idade, o cão se torna um adulto e pode se alimentar duas vezes por dia, sendo a ração mais recomendada para cães sensíveis, perfeita para os cachorros que têm o intestino sensível. O organismo do Buldogue não consegue metabolizar adequadamente o excesso de sal, condimentos e gorduras, o que gera sobrecarga nos rins e no fígado.

Por isso, não alimente o pet com restos de comida e nem o deixe com sede, pois isso traz consequências para o seu organismo. A água deve ser fresca e estar sempre disponível para o pet. Não deixe comida sobrando na vasilha dele, evitando que o cão tenha problemas nas articulações.

Organize uma rotina saudável para ensinar o Buldogue Inglês a obedecer ordens e horários, e leve-o ao veterinário algumas vezes ao ano para ver como está sua saúde.

Cuidados especiais com o Buldogue Inglês

Cada raça tem as suas necessidades especiais e específicas e não é diferente com o Buldogue Inglês. São cuidados particulares que os donos precisam ter com os bichos e que são fundamentais para que eles mantenham uma boa saúde.

Tópicos como exercícios físicos, limpeza, pelos e treinamento serão abordados abaixo, mas lembre-se da importância de ir ao médico veterinário para manter a orientação correta para o seu bicho. A saúde dos cãezinhos é muito importante e não deve ser deixada para depois!

Exercícios físicos

O Buldogue Inglês, apesar de preguiçoso, gosta de exercícios físicos. Por conta da sua tendência a obesidade, ele precisa de oportunidades para correr em áreas seguras, além de gostar de brincadeiras com bolinhas e brinquedos como cordas. Com os exercícios físicos e as caminhadas curtas diariamente, ele se torna um cachorro um pouco mais saudável.

Tome cuidado com a forma em que pretende exercitar o pet! O Buldogue não é acostumado a muitos sacrifícios físicos, o que pode sobrecarregar suas perninhas e dificultar sua respiração. O cãozinho é muito tranquilo!

Limpeza

As dobrinhas fofas do Buldogue precisam ser limpas e secas de forma adequada todos os dias, a fim de evitar infecções. Use gaze com soro fisiológico e preste atenção para ver se elas não ficaram úmidas após o processo.

Após o banho, enxugue bem a cabeça e pescoço do Buldogue, para evitar problemas de saúde. Escove-o uma vez por semana com uma escova de cerda firme. Limpe o rosto dele com um pano úmido todos os dias, inclusive dentro das rugas!

Cuidado com as unhas dele – o recomendado é cortá-las duas vezes por mês. Inicie o hábito de escovar seus dentes pelo menos três vezes por semana quando o cãozinho ainda for um filhote, para acostumá-lo.

Lembre-se de que suas orelhas não devem ter mal cheiro, muita cera ou sujeira, e que seus olhos devem ser claros, sem vermelhidão ou secreção. Caso contrário, leve-o ao veterinário!

Pelos

Os pelos do Buldogue Inglês precisam ser escovados uma vez por semana com uma escova de cerda firme. Ele tem uma tendência a queda do pelo, portanto, se você puder escová-lo mais do que uma vez na semana, com certeza ajudará a reduzir a quantidade de pelos espalhados pela casa.

Treinamento

Como você viu, o Buldogue Inglês é uma das raças que mais dá trabalho na hora do adestramento e treinamento. Por isso, é comum que os tutores ofereçam snacks como recompensa, mas isso não é nada recomendado, justamente por conta da saúde do pet. Não acostume o cão a obedecer somente por conta de algum alimento, isso não é saudável para ele!

buldogue ingles

Curiosidades do Buldogue Inglês

O Buldogue Inglês é uma das raças mais conhecidas atualmente, e a sua fama é de ser um cão amável, leal e muito fofo. Uma frase famosa sobre o pet é que o seu rosto emburrado é só um disfarce, já que por trás ele é um verdadeiro companheiro que ama dar carinho para o seu dono.

Como os outros cãezinhos, ele possui suas próprias curiosidades. Segue abaixo alguns fatos interessantes para você conhecer mais ainda esse pet adorável.

1. Os Buldogues Ingleses são os mascotes da Universidade da Geórgia desde 1956, possuindo até carteira de estudante.

2. Apesar de aparentarem um certo estresse, eles são muito amorosos e adoram fazer companhia ao dono.

3. Buldogues não conseguem nadar por conta da grande cabeça e das perninhas curtas, que limitam a capacidade de manter-se acima da água.

4. São bastante conhecidos por terem muita flatulência.

5. Por causa do tamanho da cabeça, os Buldogues têm dificuldade em dar à luz. A maioria dos casos exige cesariana.

6. Ninguém resiste à fofura do Buldogue! Várias celebridades têm um pet para chamar de seu, dentre elas: Adam Sandler, Ozzy Osbourne, Brad Pitt, Michael Phelps e David Beckham.

Reprodução e filhotes

Assim como todas as outras raças, o Buldogue Inglês tem tendências a algumas doenças, mas isso não é motivo para o dono se preocupar. Todo bom criador afasta da reprodução os cães com problemas hereditários, ou seja, só serão reproduzidos filhotes inteiramente saudáveis. É recomendado que se adquira o cão desses criadores específicos que passem confiança.

Uma dica para localizá-los é checar o ranking de criadores da CBKC ou procurar o Kennel Club mais próximo. O cuidado mais importante é saber da hereditariedade do cão e se seus pais não desenvolveram nenhuma doença que pudesse passar para ele através da genética.

Não apoie as fábricas de cachorros, pois eles financiam os abusos e os maus tratos, além de não se preocuparem com o bem-estar do bicho. Sempre que possível, ADOTE! Para saber mais sobre adoção, continue lendo até o final.

O filhote de Buldogue é bastante tranquilo, leal, protetor e observador. Sendo acostumados desde novinhos a obedecer horários, eles se tornam mais propensos a desenvolver uma vida bem mais saudável.

buldogue ingles

Por que ter um Buldogue Inglês

Como você viu, o Buldogue precisa de exercícios físicos leves e caminhadas curtas diárias para manter a saúde em dia. Se você gosta de pets leais, tranquilos e companheiros, o Buldogue Inglês é perfeito para você. Ele é muito tranquilo e não late praticamente em hora alguma, sendo uma raça bem mais tranquila se comparado ao Pinscher, por exemplo.

Além disso, é indicado para donos que moram em casas e apartamentos, já que não é tão grande. Por fim, gosta da companhia de crianças e de outros animais, não late muito nem arruma briga com ninguém!

Por que não ter um Buldogue Inglês

O Buldogue precisa de socialização desde filhote por ser carente, portanto, não é recomendado para donos que não tenham tempo de levá-los para passear e realizar exercícios físicos. Ele não se dá muito bem com outros cachorros e nem gosta de ficar sozinho no quintal. O cãozinho precisa estar nos cômodos da família!

Se você não tem um espaço para ele se exercitar, é recomendado pesquisar outra raça que combine mais. Além do mais, não é nada obediente, então, se você quer uma raça para adestrar, o Buldogue não é cãozinho certo pra você.

Preço, como e onde comprar

Como você viu, o Buldogue tem características e históricos diferentes das demais raças e, por isso, é um pouco mais caro do que o normal. O preço médio do cão é de R$1.500 a R$4.000, o que o torna um cachorro de custo bem mais elevado.

Embora seja uma faixa de preço aceitável para muitas pessoas, ele pode acabar custando mais dependendo do canil e da criação dos pais do filhote.

Caso você prefira adotar, a boa notícia é que o Buldogue está presente em muitos abrigos espalhados pelo Brasil, já que é uma raça bastante comum no nosso país.

De qualquer forma, lembre-se de pesquisar sobre a origem e a família do pet, para ter a garantia de que é a raça pura e saudável. Muitos criadores irresponsáveis só se importam com o lucro, portanto, não deixe de perguntar sobre a saúde e o histórico dele.

Lembre-se: sempre que possível, adote!