Independente, atlético, gentil, inteligente e tranquilo. Essas são algumas das características mais fortes dos cãezinhos da raça Borzoi. Eles são muito associados ao luxo e à elegância, não só pela sua bela aparência, mas pela sua origem, ligada à antiga nobreza russa, que o usava como cão de caça. O Borzoi é predominantemente um cão de companhia. Para quem deseja um amigo canino, esta pode ser uma ótima opção. Neste artigo, vamos te contar tudo sobre ele!

Ficha técnica:

• Peso: 25 a 47kg
• Altura: 66 a 85cm
• Grupo AKC: Hounds
• Grupo CBKC: Grupo 10
• Outros nomes: Wolfhound Russo
• Expectativa de vida: 7 a 10 anos
• Origem: Rússia
• Preço estimado: R$ 1.800 a R$ 3.500

Histórico do Borzoi

O Borzoi é uma das raças mais antigas de cachorro russo que existe. Muitas pessoas acreditam que o cão veio da Arábia com influências de cães do mar Cáspio, inclusive, acredita-se que foi por conta disso que ele desenvolveu uma pelagem macia, já que é uma característica própria dos animais deste local.

No século XV e XVI, foram registrados os primeiros cruzamentos com a finalidade de aprimorar a raça, pois na Idade Média existiam cachorros já considerados como Borzoi, só que com características mais primitivas. Nesta época, o pet era conhecido como Russkaya Psovaya Borzaya.

O objetivo com estes cruzamentos era que obtivesse um cachorro grande, veloz e resistente ao frio, já que a finalidade era ter um animal adaptado para a caça esportiva na Rússia. Por conta disso, o Borzoi foi criado em larga escala na Rússia, inclusive, mais do que qualquer outro cão.

Por ser um animal voltado à caça, grandes eventos eram organizados com até 100 Borzois, que saíam em caçadas em busca de animais na neve. Quando um lobo, por exemplo, era encontrado, dois ou três Borzois eram soltos e direcionados para o animal.

Neste encontro, os Borzois tinham a função de conter o animal até que os caçadores chegassem para finalizar o trabalho. Eles eram treinados para isso, e por isso são considerados até hoje como cães de caça, embora não sejam mais ligados à prática.

A verdade é que, desde o fim do século XIX, o Borzoi é tido como uma das maiores criações da Europa e das Américas, fato que contribui bastante para a sua popularidade. Sua fama, atualmente, é vista com bastante glamour, uma vez que o cão tem sua origem ligada à antiga nobreza russa.

Características físicas do Borzoi

O Borzoi é o tipo de cachorro que você reconhece de longe, devido às suas características que chamam atenção. O cão é de grande porte, e normalmente é magro, sendo coberto por pelos compridos e macios, que podem ser lisos ou encaracolados.

Ainda sobre os pelos, é importante frisar que a pelagem pode ser de diferentes cores, variando desde o branco até o marrom. Ela também pode ser uniforme, apresentando uma única cor, ou ser predominantemente branca com manchas marrons ou pretas.

Essa pelagem pode ainda apresentar vastas franjas nas patas dianteiras, no peito, na cauda, no colar e nos culotes. Normalmente apresentam tons mais claros se comparadas à cor geral do cachorro. Essa, inclusive, é uma das características que identificam o cão quando visto de longe, fazendo-o chamar bastante atenção.

De porte atlético, devido às suas origens ligadas à caça, o cãozinho necessita de espaço e dedicação do dono para acompanhá-lo em atividades físicas, pois ele tem bastante energia que precisam ser gastas.

Em relação ao tamanho, o animal pode medir de 66 a 85 cm, e o peso pode variar de 25 a 47 kg, tudo vai depender das características individuais do pet e também do sexo. Machos geralmente são mais fortes e maiores do que as fêmeas.

Os olhos do dog geralmente são na cor castanha, podendo também variar para mais claro ou mais escuro, já próximo do preto. Sua cauda é comprida, curva e baixa, característica normalmente comum a todos eles.

borzoi rolando na grama

Fonte: Pixabay

Comportamento do Borzoi

Aparentemente agitado por conta de suas origens, o dog é bastante gentil, inteligente e tranquilo, fato que o faz ser considerado um ótimo cão de companhia. Para quem deseja um cãozinho para ter sempre ao lado, ou para quem quer dar uma companhia às crianças, ele pode ser uma ótima opção.

Por ser bastante tranquilo, o Borzoi não dá muito trabalho aos donos. Eles também não costumam fazer muita bagunça, pois são independentes e não sentem a necessidade de chamar atenção do dono quando não recebem atenção.

Por outro lado, o cachorro dessa raça é bastante emotivo e carinhoso, principalmente quando percebe que seu tutor está interessado em brincar ou, ao menos, ficar ao lado dele, nem que seja para assistir a um filme. Apesar de enérgico, ele também sabe ficar quieto e descansar com seu dono.

De maneira geral, o pet é adaptável a qualquer ambiente e consegue se integrar a vários tipos de animais, inclusive cachorros de outras raças. Mas para que isso ocorra de maneira tranquila, é recomendado que o animalzinho seja educado para conviver com outros pets desde pequeno.

Alimentação do Borzoi

Se você já tem um Borzoi, certamente já deve ter procurado saber sobre os melhores alimentos e formas de alimentá-lo. Mas caso você ainda não tem contato com a raça, mas esteja pensando em adotar um Borzoi, é interessante que fique atento às recomendações sobre este assunto.

De início, a melhor opção para organizar uma dieta alimentar para o cão, seja ele de qualquer raça, é procurar um veterinário para melhor orientá-lo. Isso é importante porque cada animal tem suas limitações e suas necessidades alimentares, e isso independe da raça. É preciso focar no pet de forma individual.

Outra dica importante é você procurar entender o histórico alimentar do cão, caso você já tenha comprado o bicho depois de nascido. Provavelmente você vai mudar a alimentação dele, então é importante que isso seja feito aos poucos, para que a mudança de hábito não impacte o bichinho de forma negativa.

De maneira geral, a alimentação do Borzoi adulto é baseada em quantidade de calorias diárias, que pode variar entre 235 e 375, tudo vai depender do tamanho, peso, idade e metabolismo.

Já o filhote, antes de completar um ano de idade, comem de 90 a 340 gramas por dia de ração. Para ambos, essa quantidade normalmente é dada de forma separada, sendo dividida em três refeições.

É importante também ficar atento à quantidade e horários de alimentação, para que não ultrapasse o recomendado. Caso esses cuidados não sejam levados a sério, o cão pode passar mal após a refeição, uma vez que ele é bastante agitado e pode querer correr logo após comer.

Cuidados com o Borzoi

Por ser um animal grande e forte, não necessita de cuidados específicos, assim como os cães menores e mais frágeis. Mas se saudáveis e bem cuidados, como a raça “pede”, eles podem, viver em média 11 anos.

Local onde vive

Os maiores cuidados que devem ser tomados são com relação ao ambiente em que vivem. Por ser um cão de grande porte e de caça, ele é muito ativo e disposto para exercícios físicos e brincadeiras. Por conta disso, é necessário dedicar um lugar amplo, onde ele possa correr e pular à vontade.

Cuidado com a pele

A pele do Borzoi é um pouco sensível, e por isso exige alguns cuidados. Como ele é muito agitado e vive correndo, a pele pode ficar suada com frequência e é necessário ficar atento para não deixar o bichinho dormir suado. Além disso, é importante que ele tenha uma caminha confortável, de preferência feita com material diferente de plástico, para não ficar “colando” na sua pele. Esse cuidado é para não causar assaduras ou algo relacionado.

Cuidado com os pelos

Como o Borzoi é um cão que gosta bastante de atividade física, é recomendado manter atenção à pelagem, uma vez que ela é grande e pode ficar cheia de nós, dificultando o processo na hora de pentear. Sobre isso, é importante pentear os pelos cerca de três vezes por semana.

Curiosidades do Borzoi

1 – Existe uma variedade de Borzois regionais na Rússia e nas Repúblicas da Ásia Central.
2 – Segundo o AKC, o Borzoi era conhecido como Wolfhound russo até 1936.
3 – O Borzoi é descendente do Saluki e do Greyhounds.
4 – Não são cães muito apropriados para brincadeiras.
5 – Eles costumam ficar desconfiados e reprimidos quando juntos de pessoas estranhas.

borzoi olhando para foto

Fonte: Pixabay

Reprodução e filhotes

Para o Borzoi, assim como para qualquer cachorro, existem várias recomendações no que diz respeito à reprodução e filhotes. A primeira delas é que você encontre um animal que seja saudável, para que você não tenha grandes problemas com o seu bichinho ou com os filhotes.

Na maioria dos casos, o período de gestação dura cerca de 60 dias, e durante esse tempo é importante ficar atento à alimentação do dog, pois é nesse momento que ele mais precisa de alimentos com altos valores nutricionais, mais do que normalmente. Um veterinário, após observação, é a pessoa que vai te garantir isso da melhor maneira.

Outro ponto importante é manter atenção às vacinas e aos cuidados médicos. Também é fundamental oferecer bastante carinho e paciência ao pet, pois nesse momento eles estão mais frágeis e aconchegados.

Por que ter um Borzoi

Comprar um Borzoi pode ser uma ótima aquisição caso você esteja realmente em busca de um cãozinho de companhia. Além disso, o cãozinho dessa raça é bastante adaptável, então se você deseja um animal de estimação que não tenha limitações de ambiente, o Borzoi é a escolha certa.

Uma outra grande característica do cão é a educação e a tranquilidade com que ele lida com os momentos em que se sente sozinho, por exemplo. Isso se dá por conta de sua independência, uma vez que ele não é de chamar atenção e, inclusive, quase nunca faz bagunça na casa para ser visto.

E se você quer um cãozinho que não faz barulho, o Borzoi é um deles. O pet não costuma latir com frequência quando precisa de alguma coisa. Mesmo que você não tenha muito tempo para dedicar atenção, o bichinho provavelmente vai arrumar uma forma de resolver sozinho, sem que precise fazer barulho.

Por que não ter um Borzoi

Apesar de ser um ótimo cão de companhia, o dog não é muito brincalhão, por isso, em algumas ocasiões, pode não ser uma opção tão boa para crianças.

Além de bastante adaptável, é importante que o pet seja criado em casa por conta do espaço que será oferecido para ele, tomando como base a capacidade energética do cão. Então se você não tem espaço, como um quintal em sua casa, adotar um Borzoi não é muito recomendado.

Outro ponto importante são os cuidados com os pelos. Caso você não tenha muito tempo para dedicar aos cuidados com o bicho, é melhor optar por um cãozinho de pelo curto.

borzoi brincando na neve

Fonte: PavlaD / Pixabay

Preço, como e onde comprar

Você pode comprar um Borzoi por preços que variam de R$ 1.800 a R$ 3.500. Isso vai depender das características do animal. Essa variação existe porque nenhum animal é igual ao outro, por mais que sejam da mesma raça ou tenham idades iguais, por exemplo.

Alguns animais são mais valorizados do que os outros devido a pedigree, premiações ou até mesmo criação, pois acontece muito de uns serem mais bem tratados do que outros, e isso vai desde atenção até alimentação.

A dica é que seja procurado um Borzoi de pelagem comprida e que penda pelo corpo. Além disso, orelhas grandes e focinho comprido também são características interessantes de se buscar na hora de comprar um dog desta raça.

De maneira geral, é importante observar características como a procedência do canil, local onde são vendidos os cachorros desta e de outras raças. Além disso, é importante que você exija a certificação da pureza da raça, para ter certeza que ele é um animal pronto para ser domesticado.