O Basset Hound é popularmente conhecido como um verdadeiro companheiro da família por ser bastante carinhoso. É um cachorro sempre muito bem humorado, tranquilo, amigável com outros animais e crianças, e muito alerta, gostando de proteger e fazer o seu papel de cão de guarda. Não gosta de ficar sozinho, pois fica carente sem a companhia do seu dono.

Ficha técnica

• Peso: 22kg a 30kg
• Altura:  30cm a 38cm
• Grupo AKC: Hound
• Grupo CBKC: Grupo 6
• Outros nomes: Hush puppy
• Expectativa de vida: 9 a 12 anos
• Origem: França
• Preço estimado: R$ 1.500 a R$ 2.500

Histórico

A primeira vez que um Basset Hound foi mencionado aconteceu em 1585, em um livro ilustrado sobre caça, La Vénerie, escrito pelo autor Jacques du Fouilloux. Os primeiros indícios do francês Basset Hound lembrava o atual Basset Artésien Normand, uma das raças mais conhecidas na França.

Os Hounds foram os cães mais populares na aristocracia francesa, mas após a Revolução Francesa se tornaram os cães de caça de plebeus, que por não terem condições financeiras de manter cavalos, precisavam de cachorros que pudessem seguir a pé.

Em meados do século XIX, os Bassets chegaram à Grã-Bretanha e, consequentemente, foram importados para a Inglaterra em 1866 pelo Lord Galway, onde produziram uma ninhada de cinco filhotes.

Já em 1874, Sir Everett Millais importou um Basset Hound da França e promoveu a raça na Inglaterra, iniciando um programa de reprodução em seu canil. Millais é considerado o “pai da raça” na Inglaterra por conta dos esforços que fez para levar publicidade aos Basset.

Apesar de terem chegado na América nos tempos coloniais, os Hounds só começaram a ter seus primeiros registros nos Estados Unidos no início do século XX. O American Kennel Club (AKC) começou a registrar Basset Hounds em 1885, mas apenas em 1916 que o AKC reconheceu formalmente a raça.

Em 1928, eles conheceram a fama. Naquele ano, a revista Time apresentou a raça na capa com uma história publicada pelo Westminster Kennel Club Dog Show na Madison Square Garden. Participou também de diversas campanhas publicitárias por conta das suas expressões engraçadas. As pessoas se encantaram pelo cão e a partir daí, sua popularidade só fez crescer.

basset-hound

Características físicas do Basset Hound

O Basset Hound apresenta uma pequena quantidade de rugas na testa e ao lado dos olhos. As orelhas são enormes e baixas, exatamente abaixo da linha dos olhos. Os olhos caídos são em forma de losango, e não são nem proeminentes e nem inseridos muito profundamente.

Seus ossos são pesados e o corpo é muscular, o que os tornam cachorros grandes de pernas curtas, afinal, elas são extremamente pequenas por conta de uma doença genética chamada acondroplasia, um forma de nanismo que atinge especificamente a raça.

Seu focinho é capaz de sentir cheiros a quilômetros de distância, sendo a segunda melhor raça nesse sentido, perdendo apenas para o Bloodhound. Eles possuem o dorso largo, a pele bastante solta ao redor do rosto e patas avantajadas. Mesmo com o tamanho relativamente grande, o Basset se vê como um cachorro pequeno e, por isso, faz de tudo para ficar no colo do dono o tempo quase inteiro.

A maioria tem a pele tricolor (preta, marrom e branca), mas também existem alguns cães que possuem a pele vermelha e branca e amarela e branca. Há registros de Bassets de cor cinza, mas é considerado um cachorro com problemas genéticos.

Comportamento do Basset Hound

É um cão sossegado e tranquilo, mas que também tem seu lado muito curioso e entusiasmado para a caça de animais como coelhos. O Basset é extremamente carinhoso com o dono e adora crianças, portanto, é a escolha perfeita para famílias grandes. Quanto mais pessoas na casa, mais o pet fica animado para brincar e dar amor, afinal, é bem sociável.

Dificilmente ele ficará triste, pois é conhecido por sempre ter um ótimo humor e por gostar de proteger todos ao seu redor. Também é uma raça muito sensível e gentil com humanos e outros cachorros. Em casa, comem muito e não são ativos, ou seja, podem ganhar peso rápido e acabar virando obesos.

Como já falamos, o Basset não gosta de ficar sozinho, já que possuem bastante disposição para brincadeiras. Além disso, são conhecidos por serem mais sensíveis do que as outras raças.

Alimentação do Basset Hound

É recomendado uma alimentação balanceada, principalmente com rações super premium para porte médio, porque com esse tipo de ração, os cachorros comem menos e têm um maior aproveitamento em conjunto com outros benefícios nutricionais importantes. O Basset adora ossinhos, bifes e biscoitos, mas os petiscos devem ser dados de maneira moderada, por conta da sua saúde.

A melhor forma de acostumá-lo a comer direito é organizar uma rotina para ensiná-lo a obedecer ordens e horários, e não deixar comida sobrando em sua vasilha, para evitar que ele coma mais do que o necessário. Duas refeições por dia e água à vontade é suficiente para mantê-lo nutrido.

Vale também levar o pet para ser acompanhado por veterinários regularmente, pois cada cachorro possui as suas características específicas. No geral, são gulosos e possuem tendência a obesidade, portanto, é de extrema importância que o dono possa equilibrar uma alimentação saudável com exercícios.

basset-hound

Cuidados especiais

Cada raça tem as suas necessidades particulares e não é diferente com o Basset Hound. São cuidados especiais que os donos precisam ter com os cãezinhos e que são essenciais para que eles tenham uma boa saúde.

Tópicos como peso, dentes e atividades físicas serão abordados abaixo junto com outros afazeres para guiá-lo, mas lembre-se da importância de ir ao veterinário para manter a orientação correta para o seu bicho.

Atenção com o peso do seu Basset

Como já falamos antes, o peso do Basset é uma grande preocupação para o dono. Ele é um cão faminto e preguiçoso, o que é uma péssima combinação. Por conta da tendência a obesidade, é preciso exercitá-lo diariamente, pois o sobrepeso causa problemas para suas costas e pernas curtas.

Além disso, a alimentação do Basset deve ser mais restrita do que o normal, ou seja, petiscos só em horas específicas. Por sorte, o pet adora caminhar e brincar, então resta ao dono aproveitar isso como forma de cuidar da sua saúde.

Saúde mental

Os animais também precisam cuidar da mente, sabia? O Basset Hound é um cachorro diretamente ligado ao seu dono e à família, adorando socializar com as pessoas.

Por isso, quando deixado sozinho por muitos dias, fica triste, depressivo e destrutivo, fazendo com que ele comece a uivar e latir muito alto – aliás, uma das raças com os latidos mais altos é o Basset Hound, sendo possível escutar a longas distâncias.

Caminhando com o seu cãozinho

Quando você está caminhando com o seu Basset Hound, fique mais atento do que o normal. Mencionamos anteriormente que seu focinho é capaz de farejar coisas que ainda estão longe, e ao sentir algum cheiro de seu interesse, o cão irá seguir, não importa o que aconteça.

Nessa hora, sua atenção para o mundo diminui drasticamente e ele não conseguirá desviar de empecilhos, como carros ou pessoas na rua. Recomendamos uma coleira para deixá-lo mais seguro, já que em situações como essa, é muito fácil o Basset se perder, pois se empolga quando está seguindo alguma trilha.

Exercícios

O Basset não pode ficar sem se exercitar, pelo bem da sua saúde física. Os exercícios não precisam ser extremos, sendo uma caminhada longa e uma brincadeira no quintal suficientes. O mais recomendado é uma área fechada para que ele possa relaxar e correr sem coleira, mas com as portas e janelas fechadas, para ele não se perder do dono.

Não permita que o seu cãozinho suba e pule em lugares muito altos, pois suas pernas são propensas a não aguentar a pressão, mesmo tendo ossos fortes.

Limpeza

Cuidados dentários são importantes, por isso é recomendado que seus dentes sejam escovados uma vez por semana desde pequenos, para manter o bom hálito. Quando necessário, vá ao veterinário para realizar uma limpeza mais completa.

Como o Basset costuma babar, é preciso que o dono constantemente limpe ao redor da boca com um pano úmido.

Seu pelo requer uma higiene mínima de um banho por semana e escovamento logo depois, portanto, não precisa de cuidados específicos nessa área. Apesar disso, o Basset possui um cheiro característico do grupo das raças “Hound”, e caso o dono não goste desse odor, pode aumentar para dois banhos por semana. Mesmo assim, o cheiro não vai desaparecer completamente.

Já as suas orelhas precisam de cuidados semanais e especiais com as rugas que se formam devido ao acúmulo de pele na área do rosto. Por serem grandes, o ar não acaba não circulando o bastante, e por isso infecções podem surgir.

Caso pareçam inflamadas ou tenham um odor forte, é bom levá-lo ao veterinário para investigar. Não esqueça também de levar o cãozinho para cortar as unhas sempre que necessário!

Curiosidades do Basset Hound

O Basset é uma das raças mais conhecidas pelas pessoas e a sua fama é de ser um cão carinhoso, companheiro, sociável e brincalhão. Um ditado famoso sobre o pet é que “apesar da expressão melancólica, ele é um verdadeiro palhaço divertido”.

Como os outros animais, ele possui suas próprias curiosidades. Segue abaixo alguns fatos interessantes para você conhecer mais ainda esse pet fofo.

1. Basset vem do francês “bas” e significa baixo, já “set” significa muito, ou seja, muito baixo;

2. São excelentes farejadores. Como falamos, dentre dois ou três cheiros diferentes, eles têm a capacidade de decidir aquele que é do seu interesse e rastreá-lo;

3. Quando ficam sozinhos por muito tempo, tendem a babar e uivar alto numa tentativa de chamar a atenção;

4. Eles têm um gemido único para pedir comida ao dono;

5. Por causa do rosto caído, possuem a expressão “triste”, o que é um charme para muitas pessoas;

6. Usando a expressão de tristeza, o Basset consegue, com sucesso, ganhar comidas de seu interesse, como pizza;

7. Preferem comidas gordurosas a uma alimentação saudável, mas seu dono não pode ceder o tempo inteiro, pelo bem da saúde do pet;

8. Adoram brinquedinhos como bolinhas para distração;

9. São difíceis de treinar, já que são considerados preguiçosos e calmos demais;

10. Dentre os famosos que já tiveram um Basset Hound, estão Elvis Presley, Marilyn Monroe e Shakira.

Reprodução e filhotes

Apesar do Basset Hound ser uma raça com tendências a algumas doenças, não é motivo para o dono se preocupar. Todo bom criador afasta da reprodução os cães com problemas hereditários, ou seja, só serão reproduzidos filhotes inteiramente saudáveis.

É altamente recomendado que se adquira o cão desses criadores específicos.

Uma dica para localizá-los é checar o ranking de criadores da CBKC ou procurar o Kennel Clube mais próximo. O cuidado mais importante é saber da hereditariedade do cão e se seus pais não desenvolveram nenhuma doença que pudesse passar para ele através da genética.

Não apoie as fábricas de cachorros, pois eles financiam os abusos e os maus tratos, além de não se preocuparem com o bem-estar do bicho. SEMPRE QUE POSSÍVEL, ADOTE!

O filhote do Basset cativa pelo olhar carente e pelas grandes orelhas caídas, é bastante agitado e gentil. Conforme vai crescendo, se torna um pouco mais tranquilo e preguiçoso.

Uma coisa que não muda durante toda a sua vida é que eles são emocionalmente sensíveis e se fecham para quem os trata de maneira mais rude.

basset-hound

Por que ter um Basset Hound

A raça é muito carinhosa e ama crianças e outros animais, portanto, se o dono possuir uma família com crianças e mais pets, com certeza é uma boa opção. Apesar de possuir tendência para a obesidade, adora brincar e caminhar, sendo uma das raças mais amigáveis e sociáveis de todas.

O Basset Hound é um verdadeiro companheiro para todas as horas, estando sempre disposto a passar tempo com o dono e se divertir, o que abre margem para os exercícios físicos que ele tanto precisa fazer. É recomendado para quem gosta de um pet mais animado e carente.

Por que não ter um Basset Hound

O Basset Hound não é recomendado para quem passa muito tempo fora de casa, pois como já foi dito antes, ele é um cão que fica deprimido e destrutivo ao ficar sozinho, sem companhia.

Se o dono não quer lidar com uivos, babas, dificuldade para aprender e para ser treinado, é melhor que procure outra raça que combine com ele.

Além disso, o dono precisa ter disponibilidade para exercitar o bicho e caminhar longas distâncias, pois quanto mais exercícios o Basset fizer, melhor sua saúde será. Por fim, não podem ficar soltos em lugares abertos, já que estão muito propensos a se perder.

Preço, como e onde comprar

Como você viu, essa raça tem características diferentes das demais e, por isso, é um pouco mais difícil de ser encontrada em pet shops e criadores especializados. O preço médio do Basset Hound é R$1.500 e R$2.500, o que o torna um cachorro de custo um pouco mais elevado do que o normal.

Embora seja uma faixa de preço aceitável para muitas pessoas, ele pode acabar custando mais dependendo do canil e da criação dos pais do filhote. É difícil encontrar a raça em abrigos para doação, mas não é impossível. Em alguns abrigos online espalhados pelo país, você pode adotar um Basset e chamá-lo de seu.

De qualquer forma, não esqueça nunca de pesquisar sobre a origem e a família do pet, para ter a garantia de que é a raça pura e saudável. Muitos criadores irresponsáveis só se importam com o lucro, portanto, não deixe de perguntar.